Presidente de El Salvador pedirá a Lula conselhos contra pobreza

O presidente eleito de El Salvador, Mauricio Funes, viajou nesta quinta-feira ao Brasil para reunir-se com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de quem conhecerá planos de combate à pobreza e geração de empregos.

REUTERS

19 de março de 2009 | 18h23

Funes, um jornalista de 49 anos, venceu as eleições presidenciais no domingo e será o primeiro líder salvadorenho apoiado pela ex-guerrilha da Frente Farabundo Martí para a Liberação Nacional (FMLN).

O presidente eleito, acompanhado de sua esposa, Vanda Pignato, viajou em voo comercial a São Paulo, de onde seguirá para Brasília para reunir-se com Lula, de quem se confessou admirador por reduzir a pobreza e estabilizar a economia.

"Me reunirei novamente com o presidente Lula para conversar sobre os programas de combate à pobreza e geração de empregos executados com êxito pelo governo brasileiro", disse Funes, em comunicado divulgado por sua assessoria.

El Salvador tem 5,7 milhões de habitantes e mais da metade da população vive na pobreza.

Lula foi o primeiro presidente latino-americano a parabenizar Funes na noite de domingo, pouco depois do anúncio de sua vitória nas eleições. O líder brasileiro prometeu aumentar a cooperação do Brasil a El Salvador, e assistência técnica para que a nação centro-americana enfrente a crise financeira.

A vitória de Funes sobre o governista Rodrigo Avila pôs fim a 20 anos de governo da direitista Aliança Republicana Nacionalista (Arena), fundada pelo major Roberto D'Aubuisson, acusado de dirigir esquadrões de morte na guerra civil, terminada em 1992.

(Reportagem de Alberto Barrera)

Tudo o que sabemos sobre:
ELSALVADORLULAVISITA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.