Tiroteio em frente ao Metrô Saúde mata 1 e fere 2 em SP

Um tiroteio entre policiais e um grupo suspeito em frente à Estação Saúde do metrô, na zona sul de São Paulo, deixou um morto e dois feridos, às 20h30 de ontem. A vítima fatal era um homem que tentava fugir da polícia. Já o ferido era um cidadão comum, que caminhava pela área e acabou atingido na perna. Outros três suspeitos, um deles também baleado, acabaram detidos.

BRUNO LUPION, Agência Estado

30 de setembro de 2010 | 07h40

O veículo com quatro ocupantes foi abordado por policiais na Rua Aprígio Gonzaga, mas se negou a parar e foi perseguido até a Rua São Sebastião, próximo à estação do metrô, onde colidiu em um ônibus e dois carros. Segundo a polícia, dois homens saíram do carro atirando e, no revide, Everaldo Alípio Pepe, de 18 anos, foi baleado no peito. Ele morreu enquanto era atendido no Pronto-Socorro Saboya.

Outro rapaz que estava no carro, Cristiano Cesário, foi atingido no braço e preso em flagrante após ser medicado, assim como Ronaldo Adriano de Jesus Cidio, que não se feriu. O quarto integrante é adolescente e foi apreendido. Com eles, a polícia encontrou dois revólveres calibre 38.

Um pedestre foi atingido na perna durante o tiroteio e liberado após ser atendido no Hospital São Paulo. Os detidos foram encaminhados 16º Distrito Policial, na Vila Clementino.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.