Foto do(a) blog

Notícias e artigos do mundo do Direito: a rotina da Polícia, Ministério Público e Tribunais

Thiago Brennand é condenado a 10 anos e seis meses por estupro

Empresário também deverá pagar indenização de R$ 50 mil à vítima

PUBLICIDADE

Foto do author Rayssa Motta
Por Rayssa Motta
Atualização:
Thiago Brennand foi condenado a 10 anos e seis meses de prisão em regime fechado. Foto: Reprodução/Facebook/ThiagoFV

O empresário Thiago Brennand foi condenado a 10 anos e seis meses de prisão, em regime inicial fechado, por estupro. Ele também deverá pagar uma indenização de R$ 50 mil à vítima por danos morais.

PUBLICIDADE

É a primeira condenação do empresário, que responde a uma série de processos por abuso sexual, ameaça, lesão corporal, corrupção de menores, sequestro e cárcere privado. Ele está preso preventivamente e alega ser inocente. A reportagem entrou em contato com a defesa, mas não teve retorno.

A decisão é do juiz Israeal Salu, da 2.ª Vara de Porto Feliz, que aplicou a pena máxima. O processo tramita em segredo de Justiça para preservar a identidade da vítima.

Thiago Brennand foi acusado pelo estupro de uma mulher norte-americana em sua mansão, em um condomínio de luxo em Porto Feliz, no interior de São Paulo. Eles teriam mantido um relacionamento por cerca de dois meses.

A denúncia foi oferecida pelo Ministério Público de São Paulo (MP-SP). Os promotores afirmam que o empresário gravou cenas íntimas sem o consentimento da mulher e, quando ela quis romper o relacionamento, teria ameaçado divulgar as imagens.

Publicidade

As denúncias contra Thiago Brennand vieram a público depois que ele agrediu a modelo Helena Gomes em uma academia na zona sul de São Paulo. Outros relatos surgiram em série após o episódio. O empresário chegou a passar quase um mês foragido nos Emirados Árabes, com o nome da lista de difusão vermelha da Interpol, antes de ser preso.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.