PUBLICIDADE

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Coluna do Estadão

| Por Roseann Kennedy

Roseann Kennedy traz os bastidores da política e da economia, com Eduardo Gayer e Augusto Tenório

CPI da Braskem reforça ofensiva de Renan contra Lira; veja composição da comissão

PP deve ficar isolado na distribuição de vagas e Lira dependerá de outros partidos para se defender

Foto do author Augusto Tenório
Foto do author Roseann Kennedy
Por Augusto Tenório e Roseann Kennedy
Atualização:

O Senado já definiu a distribuição de vagas para cada bloco parlamentar e partido na CPI da Braskem. A composição do colegiado deve fortalecer a ofensiva do senador Renan Calheiros (MDB-AL) sobre o grupo político do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), a começar pelo prefeito de Maceió, João Henrique Caldas (PL), conhecido como JHC.

PUBLICIDADE

A CPI será formada por 11 titulares e 7 suplentes. Pela distribuição de proporcionalidade, o bloco Aliança, formado pelo PP de Arthur Lira e o Republicanos, tem direito a uma vaga de titular e uma de suplência. O Bloco Democracia, formado pelo MDB com União Brasil, Podemos, PDT e PSDB tem quatro vagas.

As indicações do bloco Resistência Democrática, de perfil governista, será decisivo. O grupo, formado pelo PT com PSD, PSB e Rede tem 4 titulares garantidos.

Confira a distribuição de vagas de titulares:

Bloco Democracia: 4 titulares, sendo uma vaga compartilhada.

  • MDB: 1 vaga
  • União: 1 vaga
  • Podemos: 1 vaga
  • PDT e PSDB não possuem assento garantido.

Publicidade

Bloco da Resistência Democrática: 4 titulares, sem vaga compartilhada.

  • PSD: 2 vagas
  • PT: 1 vaga
  • PSB: 1 vaga
  • Rede: sem assento garantido.

Bloco Vanguarda: 2 titulares, sem vaga compartilhada.

  • PL: 2 titulares
  • Novo: sem assento garantido.

Bloco Aliança: 1 titular, sem vaga compartilhada.

Publicidade

  • PP: 1 vaga
  • Republicanos: sem assento garantido.
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.