PUBLICIDADE

Lula recebe diretor-geral da OMS para tratar de combate a doenças como tuberculose e malária

Devido ao grande aumento dos casos de dengue nos últimos dias, a doença pode ter sido pautada na reunião

Foto do author Alex Braga
Por Alex Braga
Atualização:

Diretor-Geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, foi recebido pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no Palácio do Planalto na tarde desta segunda-feira, 5. A ministra da Saúde, Nísia Trindade, também participou do encontro.

Na reunião, foram tratados temas de importância estratégia para o Brasil neste ano: a presidência do G20, que conta com Grupo de Trabalho de Saúde; e o Programa Nacional para a eliminação de doenças determinadas socialmente. Devido ao grande aumento dos casos de dengue nos últimos dias, a doença pode ter sido pautada.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, está no Brasil à convite do Ministério da Saúde Foto: Christopher Black/WHO/Handout via Reuters

PUBLICIDADE

No Brasil entre 5 e 7 de fevereiro, Tedros participará no dia 7 do lançamento do Programa Nacional para a eliminação de doenças determinadas socialmente. Este projeto visa erradicar no Brasil doenças como tuberculose, malária e Aids.

Nesta mesma data, o diretor-geral da OMS ainda terá um encontro com o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira.

Agência especializada da área da saúde das Nações Unidas, a OMS é a responsável pela promoção e cooperação internacional neste campo. Historicamente, o Brasil é grande aliado das iniciativas da agência, e, inclusive, foi um dos proponentes de sua criação. De 1953 a 1973, o brasileiro Dr. Marcolino Candau dirigiu a OMS.