PUBLICIDADE

Polícia Federal apreende madeira ilegal extraída de terras indígenas em Rondônia

Ação resultou na prisão em flagrante de duas pessoas e apreensão de 19 toras de árvores nativas

PUBLICIDADE

Foto do author Karina Ferreira
Por Karina Ferreira
Atualização:

Uma fiscalização de rotina da Polícia Federal (PF) na madrugada de quarta-feira, 15, resultou na prisão em flagrante de dois motoristas que transportavam 19 toras de madeira nativa.

A ação ocorreu nas redondezas das terras indígenas Roosevelt e Parque Aripuanã, no município de Espigão d’Oeste, em Rondônia, a 530 quilômetros da capital, Porto Velho. A região é conhecida pelo alto índice do crime de extração de madeira em terras indígenas, segundo a PF.

PF apreende caminhões carregados de madeira retirada de terras indígenas, em Rondônia Foto: Comunicação Social da Polícia Federal em Rondônia

PUBLICIDADE

Os dois caminhões usados para fazer o transporte também foram apreendidos. Os veículos não possuíam placa de identificação e os motoristas portavam rádios comunicadores não homologados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Segundo a PF, esse é um material comumente utilizado por criminosos para fugirem das ações fiscalizatórias.

Em janeiro deste ano, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) revogaram instrução normativa, editada pela gestão Jair Bolsonaro (PL), que permitia a exploração de madeira em terras indígenas é proibida desde janeiro deste ano.

Os dois suspeitos foram levados para a base da PF na cidade vizinha e serão investigados pelos crimes de transporte irregular de madeira, desenvolvimento clandestino de atividades de telecomunicação e receptação qualificada.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.