PUBLICIDADE

Corpo de ultramaratonista é encontrado no interior de SP com ferimentos provocados por fogo

Camila Matte, de 44 anos, se deslocava de Leme a São Carlos; atleta tinha atuação de destaque na modalidade de corridas longas

Foto do author José Maria Tomazela
Por José Maria Tomazela
Atualização:
Correção:

A ultramaratonista Camila Matte, de 44 anos, foi encontrada morta na tarde desta terça-feira, 16, na zona rural de Leme, cidade onde ela morava, no interior de São Paulo. A atleta estava desaparecida desde a manhã de domingo, 14, quando deixou sua casa avisando que iria almoçar com os pais, moradores de São Carlos, na mesma região.

De acordo com as primeiras informações, o corpo estava em um canavial, próximo do carro dela. A Polícia Civil confirmou o encontro do corpo e disse ter enviado uma equipe ao local para os levantamentos periciais. Disse ainda que os pertences da mulher estavam no local, não tendo havido, aparentemente, subtração de valores. As investigações seguirão em sigilo.

Atleta sumiu no interior de SP; ela havia dito que iria almoçar com os pais em São Carlos Foto: Reprodução/facebook.com/camilamatteultra

PUBLICIDADE

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP) informou que o corpo da ultramaratonista tinha sinais de ferimentos provocados por fogo. Dois frascos de álcool foram apreendidos no local. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para a realização de exame necroscópico.

A atleta saiu de casa na manhã de domingo e disse ao marido, Peterson Cesar, que também era o treinador de Camila, que iria almoçar com os pais, em São Carlos. O casal havia tido uma discussão. Camila não chegou à casa dos pais e não deu notícias.

Os familiares iniciaram as buscas e recorreram às redes sociais para pedir informações sobre eventual paradeiro da atleta. Nesta terça, o marido fez sobrevoos pela região na tentativa de encontrar a mulher.

Camila, que também era personal trainer, formou-se em Educação Física e se especializou em fisiologia do exercício pela Universidade Federal de São Carlos. Ela participou da primeira competição aos 11 anos de idade, em uma prova de natação. Aos 16, iniciou no triathlon e representou o Brasil em sete competições internacionais. Em 2011, começou a participar de corridas de longa distância.

Camila representou o Brasil em várias competições internacionais, como a Ultra da Califórnia, nos Estados Unidos, conhecida como a “Ultra da Morte”, por ser considerada a prova mais difícil da modalidade. Também esteve na Ultramaratona Caminhos de Caravaggio e na Extremo Sul Ultramarathon, a maior ultramaratona de praia do mundo.

Publicidade

Em 2022, a atleta concluiu a Ultra Trail do Mont Blanc, em Chamonix, na França, com percurso de 170 km, passando por Suíça e Itália. Nos últimos meses, ela se preparava para voltar a competir na França.

Correções

A fotografia publicada originalmente nesta reportagem não era da ultramaratonista desaparecida. A imagem foi substituída.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.