PUBLICIDADE

A cada 3 dias, uma pessoa morre ao cair da laje em SP

Por NATHÁLIA NHAN
Atualização:

Um estudo feito pela Secretaria de Saúde de São Paulo informou que uma pessoa morre a cada três dias no Estado, em razão de quedas de lajes. A cirurgiã geral Silvana Nigro, gerente do pronto-socorro do hospital estadual do Mandaqui e médica do Grupo de Resgate e Atendimento a Urgências da Secretaria (Grau), afirma que uma das maiores causas da ocorrência é a ausência de uma estrutura de proteção na laje das casas. "As quedas de lajes podem provocar desde lesões mais leves, como escoriações e contusões, até fraturas de membros superiores e inferiores, lesões de coluna, traumatismos de tórax, abdômen e crânio", alerta a médica.Em casos de queda, é preciso manter a vítima calma e imobilizada, segurando cuidadosamente sua cabeça para que não movimente a região do pescoço, e ligar para o serviço de resgate.Apenas em 2011 foram registradas 2.649 internações relacionadas ao incidente. Desse total, 136 pessoas morreram. As internações custaram R$ 3,2 milhões ao Sistema Único de Saúde (SUS) paulista.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.