PUBLICIDADE

Adolescente é morto por policiais no Rio

Por Antonio Pita
Atualização:

Um adolescente de 16 anos foi morto na noite deste domingo, com um tiro de fuzil no pescoço por policiais militares no bairro de Cordovil, zona norte do Rio. Rafael Costa passeava de carro com amigos pelo bairro quando o pneu do veículo estourou. Policiais militares do 16º Batalhão de Polícia, em Olaria, que estavam no local, teriam confundido o barulho com tiros e revidado em direção ao veículo. Segundo a Polícia Civil, dois tiros atingiram o carro e um deles causou a morte do adolescente. O caso foi registrado na Delegacia de Homicídios e o policial preso ainda na madrugada. Ele confessou ter atirado contra o veículo e será indiciado por homicídio doloso, quando não há intenção de matar. Segundo a Polícia Civil, o carro já passou por perícia e dez pessoas, entre policiais e testemunhas, foram ouvidas no inquérito. Outro policial também confessou ter atirado contra o veículo. As armas dos policiais que estavam no local também foram apreendidas. Segundo testemunhas que estavam no local no momento do crime, o adolescente estava no carro com irmãos e amigos e teriam saído de casa para passear e ir a uma lanchonete. O carro teria passado num buraco e estourado o pneu, quando os policiais reagiram atirando. Ainda de acordo com testemunhas, oito policiais estariam no local e teriam atirado ao menos quatro vezes contra o carro. Os moradores também afirmam que os policiais tentaram retirar o corpo do adolescente do carro, mas foram impedidos pelas testemunhas. Rafael Costa morreu no local e o corpo permanece no IML na manhã de segunda-feira. Ainda não há informações sobre o sepultamento. Ele praticava lutas marciais e se preparava para ingressar no curso de bombeiro civil. A família disse que ele não tinha passagem pela polícia.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.