Após 70 dias, vítima da gripe suína recebe alta em MG

PUBLICIDADE

Por Eduardo Kattah
Atualização:

Depois de 70 dias de tratamento, teve alta hoje, em Belo Horizonte, o analista de sistema Rodrigo Novelli, de 27 anos, apontado como o paciente que até o momento ficou mais tempo internado por causa da gripe suína em todo o País. Durante 45 dias ele ficou isolado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital das Clínicas (HC) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Na maior parte do tempo, Rodrigo permaneceu inconsciente, respirava com ajuda de aparelhos e seu estado era anunciado como gravíssimo nos boletins diários do HC.O analista de sistema foi internado com sintomas da Influenza A (H1N1) no dia 29 de junho junto com a mulher, Isabel. Ela não desenvolveu os sintomas da doença e uma semana depois recebeu alta. O casal completava no dia seis meses de casamento. O estado de saúde de Rodrigo, contudo, se agravou. Ele enfrentou pneumonias viral e bacteriana, um quadro de insuficiência renal e infecção generalizada. Paraná - A Secretaria de Saúde do Paraná informou que, até o momento, 213 pessoas morreram em decorrência da gripe suína no Estado. Segundo boletim epidemiológico, o Paraná tem 6.511 casos confirmados da doença. O maior número de óbitos foram registrados em Curitiba, Cascavel e Foz do Iguaçu.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.