PUBLICIDADE

Cardeal alerta para 'erosão' do catolicismo

Por José Maria Mayrink
Atualização:

O cardeal canadense Marc Ouellet, prefeito para a Congregação dos Bispos e presidente da Pontifícia Comissão para a América Latina, da Santa Sé, fez ontem um apelo para que a Igreja atualize, reformule e revitalize a tradição católica, que, segundo ele, "corre o risco de uma gradual erosão" no continente, por causa da secularização crescente e da corrente hedonista e relativista da sociedade de consumo.O Vaticano se preocupa igualmente com a rejeição de princípios da Igreja por um grande número de católicos. Esse grupo, que inclui teólogos e até alguns bispos, defende o fim do celibato, pede a ordenação sacerdotal de homens casados e de mulheres, aceita o uso de contraceptivos para controle de natalidade e reivindica a readmissão na vida comunitária dos divorciados e recasados. Para o cardeal canadense, os católicos têm de se comprometer a fundo para manter os valores ameaçados. "A tradição da fé se tornou uma tarefa difícil", advertiu o cardeal em seu texto.A América Latina abriga 24% dos católicos, segundo a edição do Anuário Pontifício de 2011, com dados referentes a 2009. É uma porcentagem igual à da Europa e superior à de África (15,2%), Ásia (10,7%) e Oceania (0,8%).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.