Correção: Identificada 17ª vítima de desabamento no Rio

PUBLICIDADE

Por Fabio Grellet
1 min de leitura

A nota enviada anteriormente contém uma incorreção. Agora resta um corpo e cerca de 20 partes sem identidade, segundo a Polícia Civil. Segue o texto corrigido:Foi identificado hoje o corpo de Omar Mussi, de 48 anos, a 17ª vítima do desabamento do edifício Liberdade, no centro do Rio, ocorrido em 25 de janeiro. É o segundo cadáver identificado por exame de DNA. Agora resta um corpo e cerca de 20 partes sem identidade, segundo a Polícia Civil.. Omar era professor de computação e ministrava treinamento a colegas da empresa onde trabalhava, a TO Tecnologia Organizacional, quando o prédio caiu.O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio (Crea-RJ) ouviu hoje o engenheiro Paulo Sérgio Brasil, contratado pela TO para um serviço relativo às reformas que a empresa estava promovendo. Ele disse ter apresentado apenas uma explicação, sem assumir a responsabilidade técnica pela obra.O anexo do Theatro Municipal, onde funcionam o setor administrativo, as salas de ensaio e a bilheteria, ainda não tem data para ser liberado. Segundo a prefeitura, ele continuará interditado até que sejam retirados os escombros dos prédios vizinhos, demolido o que restou do prédio desabado e realizadas obras de recuperação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.