Como escreve Orwell

PUBLICIDADE

Por danielpiza
Atualização:

A maioria conhece George Orwell por seus romances distópicos do final da vida, A Revolução dos Bichos e 1984, mas não sabe que ele foi um dos maiores jornalistas do século 20. Isso quer dizer que escrevia reportagens, resenhas e ensaios de alta qualidade, com um estilo elegante e direto, com muita sensibilidade para os detalhes e, ao mesmo tempo, sem medo de opinar e generalizar. Em Como Morrem os Pobres e Outros Ensaios (Companhia das Letras), Matinas Suzuki e João Moreira Salles escolheram 29 textos com tal quilate. Alguns estavam na seleção que fiz há seis anos (Dentro da Baleia e Outros Ensaios) e foram deixados de fora para que o volume não ficasse grande demais, como Marrakesh (uma das reportagens mais estudadas em cursos de jornalismo literário, ao lado de Atirando num Elefante e Um Enforcamento), Em Defesa da Culinária Inglesa, A Poesia e o Microfone e mais alguns como o que dá título à coletânea, onde descreve hospitais públicos que os brasileiros vão achar familiares. Se há um estilo para jovem jornalista estudar, é o de Orwell.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.