PUBLICIDADE

Ex-presidente das Maldivas diz que renunciou sob ameaça

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

O ex-presidente das Maldivas Mohamed Nasheed disse nesta quarta-feira que foi forçado a renunciar sob ameaça de armas. Ele fez um chamado a seu sucessor para que renuncie ao cargo. "Sim, eu fui forçado a renunciar sob a mira de um revólver", Nasheed disse aos repórteres após uma reunião do partido, um dia depois da renúncia. "Havia armas ao meus redor e eles disseram que não hesitariam em usá-las caso eu não renunciasse." "Eu apelo ao presidente do Supremo Tribunal para investigar a questão dos que estão por trás do golpe. Nós vamos tentar ao máximo trazer um governo legítimo de volta." Mohamed Waheed Hassan Manik tomou posse na terça-feira como presidente das ilhas Maldivas, um dos destinos turísticos mais famosos do mundo por seus resorts de luxo. Não ficou imediatamente claro nas declarações de Nasheed quem estava apontando as armas. (Por Bryson Hull)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.