PUBLICIDADE

Furos premeditados

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

"Se começarmos a conversar sobre viagem no tempo, passaremos o dia por conta disso", diz Joe, interpretado por Bruce Willis, para sua contraparte 30 anos mais nova (Jason GordonLevitt) em Looper - Assassinos do Futuro. O diálogo autorreferencial da produção serve como um aviso dos realizadores: "não perca tempo com possíveis furos contidos em nosso roteiro". Em 2072, quando mafiosos precisam se livrar de alguma pessoa, enviam ela ao passado (2042) para ser morta por assassinos contratados. Joe, um desses matadores, precisa matar sua versão três décadas mais velha e não consegue.Também roteirista do filme, o diretor Rian Johnson construiu uma narrativa ágil, com bons cenários e efeitos. Mas é inevitável se distrair com os vários paradoxos temporais. Ramon Vitral.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.