Homem é acusado de estuprar e manter turista de São Paulo em cárcere privado no Rio

Mulher foi salva por amigo que identificou local onde crime ocorreu via localização de celular

PUBLICIDADE

Foto do author Rariane Costa
Por Rariane Costa

Um homem de 35 anos foi preso pela Polícia Civil acusado pelos crimes de estupro e cárcere privado contra uma jovem de São Paulo, que passava as férias no Rio de Janeiro. Lucas José Dib foi apreendido nesta quinta-feira, 18, no apartamento onde os crimes teriam sido cometidos, no bairro de Botafogo, na zona sul carioca.

PUBLICIDADE

A denúncia foi feita pela própria vítima, que alegou ter sido proibida de sair da casa do suspeito por mais de um dia, enquanto era violentada sexualmente. Segundo as investigações, a mulher conheceu Dib por meio de um aplicativo de relacionamento, no início de abril.

Durante as férias da vítima, os dois marcaram um encontro em um bar e, em seguida, foram para o apartamento do acusado.

Polícia Civil realizou apreensão na zona sul do Rio de Janeiro Foto: José Lucena/Estadão

De acordo com a Polícia Civil, foi na residência que o homem alterou o comportamento e “expôs um lado sádico, submetendo-a a crueldades sexuais, sem consentimento”. A mulher teria sido obrigada a ingerir drogas, além de ser violentada fisicamente e psicologicamente.

A fuga do local aconteceu cerca de 20 horas depois, quando um amigo da vítima conseguiu identificar o endereço onde a mulher estava por meio da localização de georreferenciamento do celular.

Ao sair do apartamento, a vítima foi encaminhada a um hospital da rede particular da cidade e em seguida registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia da Mulher.

Na casa do suspeito, nesta quinta, policiais do 10ª DP (Botafogo) apreenderam objetos sexuais e um aparelho de DJ. De acordo com os agentes, o equipamento era usado para tocar músicas em alto volume, evitando que os pedidos de socorro da vítima fossem ouvidos.

Publicidade

A defesa de Dib não foi localizada para comentar o caso.