PUBLICIDADE

Linhas de trem em SP ganham novos nomes e cores

Por AE
Atualização:

As linhas de trem da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) vão passar a ser denominadas por números e cores, assim como acontece com as do metrô paulista. A medida está em linha com a decisão do governo do Estado de integrar a rede metroferroviária na Região Metropolitana de São Paulo, melhorando o serviço oferecido aos usuários e uniformizando a comunicação visual dos dois sistemas. Atualmente, a população da Região Metropolitana de São Paulo conta com 61,3 quilômetros (km) de metrô. Com o Plano de Expansão, em 2010, a malha metroviária vai ser de mais de 240 km. Já a CPTM conta hoje com 257,2 km de linhas de trem que interligam diversas cidades da região metropolitana. Até 2010, 160 km destes passam a funcionar com padrão de metrô de superfície. Nomes e cores Com os novos nomes, o trecho Luz-Francisco Morato-Jundiaí, hoje chamada de Linha A, passará a ser a Linha Rubi. Já a Linha B (Júlio Prestes-Itapevi-Amador Bueno), será a Linha Diamante. O ramal C, que vai do Autódromo até Osasco, será batizado de Esmeralda. A Linha D (Luz - Rio Grande da Serra) passa a se chamar Turquesa e, a Linha E (Expresso Leste-Luz-Guaianazes e Guaianazes-Estudantes) passa a ser a Linha Coral. A atual linha F (Brás-Calmon Viana) será a linha Safira. Dois trechos que ainda estão em projeto, Brás-Zezinho Magalhães e Aeroporto de Cumbica-Luz, terão as cores jade e ônix, respectivamente.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.