PUBLICIDADE

Morre no Rio, aos 75 anos, ator e cineasta Zózimo Bulbul

Por AE
Atualização:

Morreu na manhã desta quinta-feira, aos 75 anos, o ator e cineasta Zózimo Bulbul. Ele tinha câncer e sofreu um infarto agudo do miocárdio em sua casa, no Flamengo, zona sul do Rio de Janeiro. O velório ocorre na tarde de hoje na Câmara Municipal, na Cinelândia, centro do Rio. O sepultamento será realizado nesta sexta-feira (25), às 12h, no cemitério São Francisco Xavier.Considerado um dos ícones negros na década de 1960, por suas interpretações no cinema e na televisão, Bulbul atuou e dirigiu mais de 30 filmes em seus 50 anos de carreira. A estreia do ator ocorreu em "Cinco Vezes Favela", de Cacá Diegues, filme de 1962 considerado um dos balizadores do Cinema Novo brasileiro. Entre seus trabalhos na TV, protagonizou a novela "Vidas em Conflito" (1969), da extinta TV Excelsior, e atuou em "Xica da Silva" (1996), da também extinta TV Manchete.Suas mais recentes realizações foram o média metragem "Renascimento Africano" (2010), feito a convite do presidente do Senegal, Abdoulaye Wade, sobre a situação do país no cinquentenário de sua independência, e a organização do 6º Encontro de Cinema Negro Brasil, África & Américas. Em 2011, Zózimo recebeu o Prêmio Camélia da Liberdade, concedido pelo CEAP (Centro de Articulação de Populações Marginalizadas ) a personalidades e instituições que lutam contra o preconceito e contribuem para a ampliação de ações afirmativas.

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.