PUBLICIDADE

Ocupação de favela se deu em tempo recorde, diz Beltrame

Por Felipe Werneck
Atualização:

Ao comentar a falta de prisões durante a ocupação do complexo de Manguinhos na manhã deste domingo, o secretário de Segurança do Estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, disse que não está preocupado em "fazer de um bandido um troféu". "Mais importante é devolver o território para 70 mil pessoas sem derramar uma gota de sangue", acrescentou o secretário, em entrevista coletiva no fim da manhã deste domingo.Beltrame disse que a ocupação ocorreu em tempo recorde e destacou a "devolução do território e de vias pelas quais a população carioca temia transitar". "Se Deus quiser, não teremos mais uma faixa de Gaza", disse referindo-se à Avenida Leopoldo Bulhões, assim conhecida. Segundo ele, duas Unidades de Polícia Pacificadora, em Manguinhos e no Jacarezinho, serão instaladas até janeiro. Ao todo, participaram da operação cerca de 2 mil homens.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.