PUBLICIDADE

PF prende três suspeitos de tráfico de LSD em Curitiba

Foram apreendidos 10 mil pontos da substância comprados na Holanda por promotor de eventos

Por Fabiana Marchezi e Evandro Fadel
Atualização:

Três pessoas foram presas nesta terça-feira, 18, em Curitiba, no Paraná, suspeitas de tráfico de LSD, uma droga alucinógena. Foram apreendidos 10 mil pontos da substância - cada ponto equivale a uma dose -, que teriam sido comprados na Holanda. Segundo a Polícia Federal (PF), um promotor de eventos Guilherme Barbosa Menezes chegou da Europa na madrugada desta quarta-feira, 18, com a droga. Ele iria revender o produto em festas e boates na região Sul do País.     De acordo com o delegado regional de Crime Organizado da PF, Rosalvo Ferreira Franco, a polícia fez um trabalho de investigação e passou a monitorar os passos do promotor de festas Guilherme Barbosa Menezes, de 22 anos, morador em Curitiba, que viajou recentemente ao exterior. À 1 hora da madrugada desta terça-feira, 18, ele retornou e foi seguido por policiais até sua casa. Por volta das 3 horas, os catarinenses Taurino José Onofre Filho, de 33 anos, e Joel Teixeira de Melo, de 27 anos, que financiaram a viagem de Menezes, chegaram à casa do promotor de festas, onde ficaram por alguns minutos. Quando estavam saindo foram abordados pelos policiais e não ofereceram qualquer resistência. Eles responderão por formação de quadrilha e tráfico internacional de drogas. Em uma mochila foram encontrados os 10 mil pontos de LSD, que são colados em uma cartela e, por isso, facilmente escondidos em livros. À polícia, Guilherme disse que comprou a droga por R$ 10 mil e conseguiria cerca de R$ 100 mil com a venda em festas rave e casas noturna no Paraná e Santa Catarina. Matéria atualizada às 17h40   para acréscimo de informações

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.