PUBLICIDADE

Polícia ouve hoje motorista que derrubou passarela no RJ

Por THAISE CONSTANCIO
Atualização:

O delegado Fabio Asty, da 44ª Delegacia de Polícia (DP), chegou às 14:45, acompanhado por dois agentes, ao Hospital do Coração de Duque de Caxias, para colher o depoimento formal de Luis Fernando Costa, de 30 anos, motorista do caminhão caçamba que derrubou uma passarela na Linha Amarela, zona norte do Rio de Janeiro, deixando cinco mortos e quatro feridos. Luis Fernando foi transferido do Hospital Municipal Jorge Lourenço, na Barra da Tijuca, zona oeste, para o Hospital do Coração por volta das 2h da madrugada desta quarta-feira, 29, e foi internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), onde permanece até o momento. A Secretaria Municipal de Saúde informou que Costa não sofreu fraturas, de acordo com o resultado da tomografia de tórax, abdômen e pélvis a que foi submetido.Liliane Rangel, 46, que dirigia um Marea e fraturou a bacia, também foi transferida do Hospital Municipal Souza Aguiar, no centro, para o Hospital Pasteur, no Méier, zona norte. Seu quadro é estável, mas ela ainda está sendo examinada pelas equipes médicas da unidade.Na manhã desta quarta, Luis Carlos Magalhães, de 70 anos, passageiro do Palio prata, morreu em decorrência do traumatismo craniano e de fratura nas costas. O motociclista Jairo Zenaide, de 46, permanece internado no Hospital Federal de Bonsucesso e seu quadro é estável.Glaucia Andrade, de 56, operou os joelhos no Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, região metropolitana, e permanece estável.FLASH DA SUCRIO PARA CIDADESRIO, 29 - (Thaise Constancio)#ET

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.