PUBLICIDADE

Polícia prende suspeito de matar jornalista em São Paulo

Walter Pimentel teria sido confundido com policial à paisana durante assalto a supermercado

Por Marcela Gonsalves
Atualização:

SÃO PAULO - Um suspeito de participar do assalto que resultou na morte do jornalista Walter Pimentel, de 43 anos, foi preso na tarde de sábado, 13. Ele foi encontrado na região de Vila Gustavo, zona norte de São Paulo, e encaminhado ao 39º DP. Logo depois, foi transferido para o 77º DP, onde ficará na carceragem. O suspeito já tinha prisão temporária decretada.O jornalista, que trabalhava na TV Gazeta, foi baleado no último dia 5 em frente ao supermercado Econ no Tucuruvi, zona norte da capital. Segundo testemunhas, quatro homens encapuzados entraram no estabelecimento para roubar os caixas. Pimentel deixava o local quando dois bandidos o seguraram pelos braços, colocaram-no de joelhos e atiraram. Ele teria sido confundindo com um policial à paisana.

 

A vítima foi levada ao Hospital do Mandaqui, mas não resistiu aos ferimentos. Os ladrões roubaram sua carteira e R$ 350 do supermercado. Pimentel trabalhava havia 19 anos como pesquisador no Gazeta Doc, departamento de documentação e pesquisa da Gazeta.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.