PUBLICIDADE

Produção de açúcar e etanol do CS salta na 1a quinzena

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A moagem de cana-de-açúcar na região centro-sul do Brasil na primeira quinzena de outubro cresceu fortemente, fazendo a produção de açúcar e etanol saltar na comparação com o mesmo período do ano anterior, quando o tempo chuvoso não ajudou as atividades. Com o desenvolvimento da colheita na quinzena, o setor reduziu o atraso na moagem na temporada 2012/13 na comparação com a mesma época do ano passado, e agora o processamento está apenas 4 por cento abaixo do verificado no acumulado da safra ante 2011/12, informou nesta quarta-feira a Unica, a entidade que representa as usinas. Até a segunda quinzena de setembro o atraso ante a safra anterior era de 7,8 por cento. No acumulado até 15 de outubro, as indústrias haviam moído 419,34 milhões de toneladas de cana, de um total projetado para a toda a temporada 2012/13 de 518,5 milhões de toneladas. A fabricação de açúcar no centro-sul do Brasil somou 2,79 milhões de toneladas na primeira quinzena, segundo a Unica, alta de 56,7 por cento ante o mesmo período em 2011/12, totalizando 26,79 milhões de toneladas no acumulado da safra. Já a produção total de etanol no centro-sul na primeira quinzena somou 1,61 bilhão de litros, 46 por cento acima de igual período em 11/12, somando na safra 16,74 bilhões de litros. As usinas ficam agora de olho no clima nestes últimos dias de outubro. "Neste ano, as chuvas devem ocorrer com maior intensidade a partir da segunda quinzena de outubro, portanto, precisamos acompanhar a evolução da safra mais de perto a partir de agora", disse a União da Indústria de Cana-de-Açúcar, em nota. A indústria tenta reduzir o atraso, causado por clima adverso no início da safra, e por isso há um número maior de plantas operando neste período do que havia em meados de outubro de 2011. Até 15 de outubro, apenas 13 unidades produtoras haviam terminado a moagem da safra 2012/2013, disse a Unica, contra 51 na temporada passada. PRODUTIVIDADE AGRÍCOLA A produtividade agrícola nas áreas colhidas na região centro-sul no acumulado da safra está em 74 toneladas por hectare, ante as 64,4 toneladas por hectare registradas no mesmo período da safra 2011/2012, segundo levantamento feito pelo Centro de Tecnologia Canavieira (CTC). Segundo a Unica, o número confirma "o processo de recuperação das perdas agrícolas obtidas no início da safra", em relação ao período anterior, que foi afetado por seca e falta de investimentos na renovação dos canaviais. ETANOL As vendas de etanol pelas unidades produtoras do Centro-Sul somaram 1,01 bilhão de litros na primeira quinzena de outubro, disse a Unica, uma alta de 17,9 por cento em relação ao mesmo período da safra passada. Do total da quinzena, 175,19 milhões de litros foram para o mercado externo e 835,92 milhões de litros ao mercado doméstico. No entanto, no acumualdo da safra, o volume comercializado, de 11,67 bilhões de litros, ainda está 2,5 por cento abaixo do total registrado em período semelhante de 2011/12. A associação das usinas diz que atualmente o preço do etanol já é economicamente vantajoso em várias regiões do país, mas boa parte dos consumidores ainda não percebeu essa mudança. (Por Gustavo Bonato)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.