PUBLICIDADE

Reunião com Irã termina sem resposta sobre programa nuclear

Em negociação histórica, com a presença dos EUA, Teerã silencia sobre proposta para suspender projeto

Por Agências internacionais
Atualização:

O Irã não deu nenhuma resposta clara sobre a proposta de incentivos para suspender o seu programa nuclear após as negociações realizadas em Genebra neste sábado, 19, segundo afirmou o alto representante de Política Externa e Segurança Comum da União Européia (UE), Javier Solana. O diplomata europeu confirmou ainda que Teerã concordou em finalizar as discussões em duas semanas. Esta foi a primeira vez que uma autoridade dos Estados Unidos se senta à mesa com um interlocutor iraniano conversar sobre o assunto. O encontro contou com a participação de um alto funcionário do governo americano, o subsecretário de Estado William Burns. Durante as negociações, Teerã descartou interromper o enriquecimento de urânio. Mas Solana disse aos repórteres após o encontro que o negociador iraniano, Saeed Jalili, concordou em voltar a conversar em até duas semanas. "Fizemos uma oferta. Não tivemos uma resposta clara de sim ou não e esperamos que ela seja dada em breve", afirmou Os membros do Conselho de Segurança da ONU (Estados Unidos, Rússia, China, França e Reino Unido) e a Alemanha apresentaram uma proposta de cooperação econômica e política para que o Irã aceitasse encerrar o seu programa nuclear. Segundo a BBC, o pacote inclui uma série de medidas para ajudar o Irã a desenvolver um programa nuclear civil. O Irã vem se recusando a interromper seu programa de enriquecimento de urânio, apesar da pressão internacional. Os Estados Unidos e outros países do Ocidente temem que o Irã, sigilosamente, tente desenvolver uma bomba nuclear, e por isso exigem o fim do programa iraniano. No entanto, o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, diz que o seu programa nuclear tem fins pacíficos e é um direito do povo iraniano.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.