Capitão da PM é o 70º policial morto no Rio de Janeiro neste ano

Diogo Lins Canito, de 34 anos, foi assassinado durante uma tentativa de assalto em Marechal Hermes, na zona norte do RJ; somente em 2018, morreram 64 policiais militares, 5 civis e 1 federal

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

RIO DE JANEIRO - Chega a 70 o número de policiais mortos no Estado do Rio de Janeiro em 2018. Dentre eles, 64 eram policiais militares, 5 eram policiais civis e 1 era policial federal.

PUBLICIDADE

A vítima mais recente foi o capitão da Polícia Militar Diogo Lins Canito, morto na tarde de domingo, 29, durante uma tentativa de assalto em Marechal Hermes, na zona norte da cidade.

De acordo com a corporação, a vítima foi abordada por assaltantes quando chegava para almoçar na casa de um amigo, na Rua Vidal Ramos. O policial não reagiu, mas quando os criminosos perceberam que se tratava de um PM, dispararam ao menos três vezes.

Diogo Lins Canito foi morto durante uma tentativa de assalto em Marechal Hermes, na zona norte da cidade Foto: Google Street View

Ele chegou a ser levado para o Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Os criminosos fugiram com a arma do PM e objetos pessoais da mulher dele, que também estava presente na hora do assalto, mas não foi ferida.

O capitão Canito tinha 34 anos, estava na PM há 15 anos e era lotado no batalhão de Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Ele deixa mulher e quatro filhos. / Agência Brasil

Relembre abaixo o assalto a uma joalheria em 2017 que terminou com um PM morto no Rio

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.