PUBLICIDADE

Após expor quadro próprio na tentativa de ficar famoso, funcionário é demitido de museu alemão

Homem fazia parte da equipe técnica e tinha acesso ao Pinakothek der Moderne fora do horário de funcionamento

Foto do author Gabriela Caputo
Por Gabriela Caputo

O museu alemão Pinakothek der Moderne, localizado em Munique, demitiu um funcionário por uma razão curiosa: ele pendurou uma obra de sua autoria na galeria, “na esperança de ser descoberto como artista”, segundo reportado pelo jornal local Süddeutsche Zeitung.

O homem de 51 anos era membro da equipe técnica do museu e tinha acesso ao espaço fora do horário de funcionamento. Logo, não chamou a atenção dos seguranças enquanto instalava seu quadro de 60 por 120 centímetros de dimensão em um dos corredores. Maiores detalhes da pintura não foram divulgados. Além de ter sido demitido, o funcionário está proibido de entrar no local.

O museu Pinakothek der Moderne, em Munique, Alemanha. Foto: Anna Seibel/Pinakothek der Moderne

PUBLICIDADE

O incidente aconteceu em 23 de fevereiro, mas só veio a público na segunda-feira, 8.

Embora não se saiba quanto tempo a obra permaneceu exposta na galeria, um representante do museu disse ao jornal alemão que seu tempo de fama deve ter sido provavelmente breve, já que os vigilantes reparam esse tipo de coisa de imediato.

A polícia foi envolvida no caso e está investigando o homem por conta de uma pequena infração: ele fez dois furos na parede para pendurar a obra. Por isso, recebeu uma denúncia de crime de dano intencional à propriedade.

Situado em Kunstareal, bairro do centro de Munique dedicado a museus, o Pinakothek der Moderne é dedicado à arte moderna e contemporânea. Foi reaberto em 2022, após sete anos fechado para reformas.

O museu é dividido em seções dedicadas a arte, arquitetura, design e trabalhos em papel, dos séculos 20 e 21. Sua coleção permanente contém mais de 20 mil obras, incluindo de artistas como Pablo Picasso, Max Beckmann e Paul Klee.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.