PUBLICIDADE

Marilia Marton é técnica e tem experiência em gestão pública

Secretária de Cultura escolhida por Tarcísio de Freitas já trabalhou ao lado de Gilberto Kassab e Fernando Haddad

Atualização:

Marilia Marton, que irá comandar a Secretaria de Cultura e Economia Criativa de São Paulo na gestão do governador Tarcísio de Freitas, é formada em ciências sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Sua experiência incluiu uma passagem pela chefia do gabinete da Secretaria de Cultura a partir de 2011, quando o município era comandado por Gilberto Kassab.

Secretária durante o carnaval de 2012 Foto: PAULO GIANDALIA/AE

PUBLICIDADE

Marton ocupou também cargo na Secretaria de Educação da gestão Fernando Haddad, sendo subordinada ao então secretário Gabriel Chalita. Contou também com passagens pela prefeitura de São Caetano do Sul e um MBA realizado na Fundação Getúlio Vargas.

Ela terá sob seu comando mais de 60 equipamentos culturais mantidos pelo Estado, entre eles a Pinacoteca e a Orquestra Sinfônica. O orçamento da pasta, em 2022, foi de cerca de R$ 1,1 bilhão, além de mais R$ 100 milhões do ProAC ICMS, programa de incentivo fiscal.

O atual secretário de cultura, Sérgio Sá Leitão, escreveu um post no Twitter sobre a indicação de Marilia Marton. “Fiquei muito feliz com a indicação de Marília Marton para me suceder. Parabéns governador eleito Tarcísio. Ela já trabalhou na secretaria, conhece a área e tem uma bem sucedida carreira como gestora pública. Desejo sorte e sucesso!”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.