PUBLICIDADE

Um Exocet verde-amarelo

Por Sonia Racy
Atualização:

Há mais do que acordos bilionários no pacote que Lula e Sarkozy assinaram ontem em Brasília. Contratos paralelos, a respeito de modernização de equipamentos, preveem inovações criadas pela tecnologia brasileira. Todas a serem incorporadas pelos franceses, prontas para entrar na linha de produção. Um desses contratos é a modernização de todos os mísseis Exocet (franceses) da Marinha brasileira. A gigante European Aeronautic Defence and Space Company, EADS, que recebeu a encomenda, vai dotá-los de nova carga eletrônica e de motores com maior precisão e alcance ampliado para 75 quilômetros - desenvolvidos em parte no Brasil. Outro contrato com cores em verde-amarelo inclui a atualização tecnológica dos radares tridimensionais.Exocet 2A EADS pagará ao País, logicamente, pela propriedade intelectual. Como? Descontando o valor no custo do empreendimento. E em cash, quando esses novos modelos forem vendidos a outros países.Fator CarlaAté quinta-feira os convites para o palanque do desfile, ontem em Brasília, eram disputados quase a tapa.Quando se soube que Carla Bruni não viria, a procura caiu próximo do zero. Segundo fontes do cerimonial, houve até desistências.Arquibancada Tem tudo a ver com a Copa de 2014 a presença em São Paulo, esta semana, do arquiteto espanhol Carlos Lamela, que vai sexta ao Secovi.Ele remodelou o estádio Santiago Bernabéu, do Real Madrid, e o aeroporto Barajas.Ser ou não serEmbora não saia do noticiário, Antonio Palocci cumpriu à risca a promessa de sumir depois da decisão do STF.Dirigentes do PT reclamam que ele não procurou ninguém, ainda, para dizer o que planeja fazer em 2010.Caros amigosRonaldo Marzagão, que saiu meio brigado do governo Serra, em março, reencontrou o governador no hospital onde se recupera de um acidente de carro.José Serra foi todo chamego ao rever seu antigo secretário da Segurança.O herdeiroBruno Senna, sobrinho de Ayrton, está perto da F-1. Três equipes estão negociando seu passe. Flor de canaEmpresários do agronegócio se surprenderam, na sexta, ao saber que Lula vetou os canaviais no mapa agrícola da Amazônia. Usineiros e técnicos já testaram e viram que o clima ali não ajuda. A cana dá uma longa haste com uma flor na ponta... e mais nada. NA PONTA DA LÍNGUAAlcione foi a voz escalada, domingo, para cantar o hino nacional para a grande multidão que foi ao Brazilian Day, em Nova York.Como acertou a letra até o fim, a Assembleia paulista já descobriu: não precisa mais recorrer a Vanusa - como fez dias antes - na próxima cerimônia oficial.EM NOME DO PAIPedro Cardoso será um ator e Tarcisio Meira seu pai, no longa Não se Preocupe, Nada Vai Dar Certo. As filmagens começam em 2010 e serão feitas no Rio e Ceará .TIPO EXPORTAÇÃOBruno Barreto ganha homenagem no Festival de Cinema de Oldenburg, na Alemanha, dia 16.Com direito à retrospectiva de alguns de seus filmes. Dona Flor e Seus Dois Maridos é o mais aguardado. TIPO IMPORTAÇÃOUma "praia paulista" junto ao rio Tietê, com cadeiras, esteiras e até guarda-sol.É o que prometem, para dia 22, os organizadores do Dia Mundial sem Carro. Que terá também atividades em áreas de estacionamento.NA FRENTEManoel Carlos vai fazer merchandising social em Viver a Vida. O tema? Aborto. A obra de Beethoven é o tema de Olívio Tavares de Araújo, hoje, em seu curso Algumas Coisas que Eu Sei sobre Arte e Música. No Espaço Contraponto, na Vila Madalena.O autor cubano Pedro Juan Gutierrez, de Trilogia Suja de Havana, confirmou presença na Bienal do Livro de Pernambuco. Que acontece entre 2 e 12 de outubro, em Recife. Terence Blanchard, com seu jazz made in New Orleans, é o dono da noite, de hoje a quinta. No Bourbon Street.O Facebook vai virar... filme. Com Justin Timberlake no papel principal, o longa The Social Network começa a ser gravado em outubro. Victor Hugo Toro, chileno que "fez carreira" na Osesp é o novo diretor da Ossodre, orquestra sinfônica do Uruguai.A caminho da Índia, Lima Duarte será um dos jurados do Festival de Cinema de Bollywood. Assim que terminar a novela, esta semana. A corrente "Esquerda Socialista", do PT, propõe revogar as agências reguladoras. Em caráter... irrevogável?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.