PUBLICIDADE

Paul McCartney: ‘Estadão’ esteve no show intimista em Brasília que lembrou os tempos de Cavern Club

Saiba como foi a apresentação surpresa do ex-Beatle no Clube do Choro, em Brasília, nesta terça-feira

Por Karla Gamba
Atualização:

Paul McCartney se apresentou no Clube do Choro, em Brasília, nesta terça-feira, 28, e reviveu o clima intimista dos tempos do The Cavern Club, pub em que os Beatles tocavam no início da década de 1960, quando estavam começando a carreira. O Estadão esteve no show surpresa e traz detalhes da rara experiência.

Por dentro do Clube do Choro, em Brasília, momentos antes do show de Paul McCartney Foto: Karla Gamba

PUBLICIDADE

Paul já tinha show marcado na capital federal para a próxima quinta-feira. No entanto, no início da noite de ontem, boatos sobre a realização de um segundo show surpresa começaram a circular nas redes sociais, deixando fãs em alvoroço.

Na manhã desta terça, parte do público que já tinha ingresso para o show oficial foi contemplado por meio de um sorteio feito pela organização para também participar do show surpresa. Os sorteados receberam um e-mail com o link para adquirir ingressos por R$ 200 (valor bem abaixo do ingresso mais barato oferecido para o show de quinta).

O Clube do Choro é um espaço tradicional da música de Brasília e fica bem ao lado do Estádio Mané Garrincha, onde Paul McCartney se apresenta na quinta. O evento ocorreu em um salão, com capacidade para cerca de 420 pessoas. Porém, de acordo com a organização, apenas pouco mais de 300 pessoas puderam acompanhar e se deliciar com a apresentação do ex-Beatle.

Antes de entrar no salão, o público recebia um envelope plástico não transparente, onde deveria colocar o celular e lacrar. Durante o show foi proibido filmar ou fotografar, ou utilizar aparelhos celulares de qualquer forma.

Entre o público presente, estavam nomes como Samuel Rosa (ex-vocalista da banda Skank), João Barone (baterista do grupo Os Paralamas do Sucesso) e Criolo (compositor e rapper paulistano), que se misturaram e interagiram com o público ao som de grande sucessos dos Beatles e de Paul McCartney em sua carreira solo.

O repertório foi parecido com o setlist que vem sendo tocado por Paul em outros shows da turnê Got Back. Seguindo a famosa pontualidade britânica, McCartney subiu ao palco pontualmente às 18h. O show surpresa começou com a música A Hard Day’s Night, grande sucesso do quarteto.

Publicidade

A canção famosa e dançante deixou o público extremamente animado. Após a abertura, Paul saudou o público em português e disse que falaria nossa língua diversas vezes durante o show, promessa que foi cumprida.

Em seguida, o músico transitou por composições de sua carreira solo e outras músicas famosas dos Beatles, como Hey Jude, Let it be e Ob-La-Di, Ob-La-Da. Yesterday, outro grande sucesso, acabou não entrando na lista e decepcionou alguns fãs presentes.

Também havia uma expectativa se Paul McCartney cantaria Now and Then, última música do Beatles, lançada no início deste mês de novembro. Seria a primeira vez que o público brasileiro ouviria a música, que acabou ficando de fora.

O show durou quase 2h. Ao final, a pedido do público que delirava com a experiência inédita de um show tão intimista e a oportunidade de ver um Beatle de perto, Paul voltou para o bis duas vezes e cantou três faixas do Abbey Road (último álbum que o quarteto de Liverpool gravou junto): The End, Golden Slumbers e Carry That Weight.

PUBLICIDADE

Vale dizer que esse formato de show do artista, que tem o hábito de anunciar apresentações surpresas em outros países quando está em turnê, aconteceu pela primeira vez no Brasil. No entanto, diferentemente dos outros shows surpresas em que o Paul costumava trazer canções menos conhecidas, aqui ele optou por músicas de sua carreira solo e grandes sucessos dos Beatles.

O público saiu muito animado e muitos comentavam extasiados sobre o sonho que haviam realizado. Na saída do evento, João Barone, baterista dos Paralamas, disse à reportagem do Estadão que estava animado para o show de quinta-feira: “Nos vemos na quinta”.

Shows oficiais da turnê no Brasil

Apesar do show surpresa, a passagem oficial de Paul pelo Brasil começa nesta quinta-feira, 30, no estádio Mané Garrincha. O músico tem apresentações marcadas até o dia 16 de dezembro, no Rio de Janeiro. Confira as datas:

Publicidade

  • 30/11 - Brasília, DF - Arena BRB Mané Garrincha
  • 03/12 - Belo Horizonte, MG - Arena MRV (ESGOTADO)
  • 04/12 – Belo Horizonte, MG – Arena MRV
  • 07/12 – São Paulo, SP - Allianz Parque (ESGOTADO)
  • 09/12 - São Paulo, SP - Allianz Parque (ESGOTADO)
  • 10/12 - São Paulo, SP - Allianz Parque (ESGOTADO)
  • 13/12 - Curitiba, PR - Estádio Couto Pereira
  • 16/12 - Rio de Janeiro, RJ – Maracanã (ESGOTADO)
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.