Apple, Microsoft e Amazon são ‘marcas mais valiosas’, segundo levantamento; veja o ranking

Lista elaborada anualmente pela consultoria Interbrand analisa o valor de marca de empresas globais

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Pelo 11° ano consecutivo, a Apple aparece em primeiro lugar no ranking anual Best Global Brands, elaborado pela consultoria Interbrand e divulgado na terça-feira, 21. O ranking, que está em sua 24° edição, compila as 100 marcas mais valiosas do mundo, avaliando o papel que cada uma desempenha na cultura e no mundo. A Apple assumiu a primeira posição em 2013, destronando a Coca-Cola.

PUBLICIDADE

Segundo a Interbrand, a Apple é a primeira empresa a ultrapassar meio trilhão de dólares em valor de marca (US$ 502,6 bilhões). No segundo lugar do ranking, aparece a Microsoft, seguida pela Amazon, em terceiro. Depois, aparecem Google e Samsung, completando o top 5.

O levantamento aponta que o valor de marca total das 100 posições do ranking teve um crescimento de apenas 5,7% neste ano, comparado a um aumento de 16% em 2022, atingindo um total de US$ 3,3 biliões (era US$ 3,1 biliões em 2022). A Interbrand cita falta de mentalidade construtiva, liderança conservadora da marca e previsões incertas como fatores que contribuíram para a desaceleração.

Apple lidera o ranking de marcas mais valiosas da Interbrand desde 2013.  Foto: Mike Segar/Reuters

O Airbnb foi a marca que mais cresceu neste ano, com seu valor de marca aumentando 21,8%. A empresa subiu oito posições, de 54° para 46°, apesar de ter entrado no ranking somente no ano passado. Já entre as dez primeiras colocadas, a marca que cresceu mais foi a Microsoft (14%). A Nespresso (98°) entrou no ranking neste ano pela primeira vez. A BMW (10º) ficou entre as 10 primeiras colocadas pela primeira vez.

A Interbrand afirma que há três pontos principais na sua análise das marcas: desempenho financeiro dos produtos ou serviços; papel que desempenha nas decisões de compra; e força competitiva e capacidade de criar lealdade. A consultoria também integrou mais o papel de atividades ESG em sua metodologia.

Veja abaixo quais as dez primeiras colocadas do ranking, seus valores de marca e qual o percentual de aumento ou queda em relação a 2022.

  1. Apple: 502,6 bilhões (+4%)
  2. Microsoft: 316,6 bilhões (+14%)
  3. Amazon: 276,9 bilhões (+1%)
  4. Google: 260,2 bilhões (+3%)
  5. Samsung: 91,4 bilhões (+4%)
  6. Toyota: 64,5 bilhões (+8%)
  7. Mercedes-Benz: 61,4 bilhões (+9%)
  8. Coca-Cola: 58 bilhões (+1%)
  9. Nike: 53,7 bilhões (+7%)
  10. BMW: 51,1 bilhões (+10%)

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.