Publicidade

BB e Caixa seguem Copom e reduzem juros de suas linhas de crédito

No crédito para pessoa física, por exemplo, considerando o juro máximo cobrado no cheque especial, a taxa caiu de 8,41% ao mês para 8,37% no BB  

Foto do author Altamiro Silva Junior
Por Altamiro Silva Junior (Broadcast) e da Agência Estado

Texto atualizado e ampliado às 21h21

PUBLICIDADE

Seguindo a redução dos juros básicos da economia anunciada hoje, o Banco do Brasil e a Caixa também reduzirão suas taxas de juros para empréstimos. A redução ocorre nas linhas de pessoa física e jurídica.No caso do Banco do Brasil, o crédito para pessoa física, por exemplo, considerando o juro máximo cobrado no cheque especial, a taxa caiu de 8,41% ao mês para 8,37%. No financiamento para a compra de material de construção, o juro baixou de 2,34% para 2,30%.A Caixa Econômica Federal também acompanhou esse movimento e reduzirá taxas de juros em suas linhas de crédito para consumidor e empresas. Além disso, a Caixa anunciou que vai oferecer R$ 40 bilhões para as micro e pequena empresas este ano, o que significa alta de 20% em relação a 2011.Em nota à imprensa, a Caixa informa que está diminuindo os juros em até 28,3 pontos porcentuais ao ano para Pessoa Física e em até 1 ponto porcentual ao ano para Pessoa Jurídica.

No segmento de crédito à Pessoa Física, foram reduzidos os juros de linhas como a do cheque especial, com corte de 0,4 pp ao ano (nova taxa mínima de 1,35% ao mês); consignação, com redução de 0,5 pp ao ano na taxa mínima e crédito pessoal IR, com redução de até 3,3 pp ao ano (2,82% ao mês). A Caixa também reduziu, em até 28,3 pp ao ano, as taxas em algumas variantes de cartão de crédito (rotativo e parcelado com juros) e em 0,2 pp ao ano no CDC Sênior.

Para o segmento de micro e pequenas empresas, a redução envolve linhas como a crédito especial empresa, garantia FGO (Fundo de Garantia de Operações), com redução de 0,7 pp ao ano (nova taxa mínima de 1,47% a.m.); e financiamento de capital de giro, com redução de 1,0 pp ao ano (taxa mínima de 2,62% a.m.).As reduções serão aplicadas também no segmento de "Média e Grande Empresa", abrangendo linhas como as de financiamento de capital de giro parcelado, financiamento para investimentos em máquinas e equipamentos; e financiamento de veículos novos.

O Banco Central anunciou a decisão do Comitê de Política Monetária(Copom) de reduzir em 0,5 ponto, para 10,50%, a taxa básica de juros. É a quarta redução consecutiva de taxas promovidas pelo BB desde julho, acompanhando as quatro últimas reuniões do Copom, segundo o comunicado.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.