ChatGPT: confira 6 profissões com salários de até R$ 20 mil para atuar com inteligência artificial

Levantamento da recrutadora Page Group indicou as profissões que estão surgindo com o avanço do chatbot; especialista em IA e técnico de chatbot compõem a lista

PUBLICIDADE

Foto do author Bruna Klingspiegel
Por Bruna Klingspiegel
Atualização:

Divisor de águas no cenário tecnológico, o ChatGPT, lançado em novembro de 2022, tem agido como protagonista nas mudanças do mercado de trabalho. De acordo com especialistas, nos próximos anos, a demanda por profissionais especializados irá aumentar e a inteligência artificial irá ditar o tom das transformações no emprego e de setores inteiros da economia.

PUBLICIDADE

Segundo o diretor-executivo da Page Group, Lucas Oggiam, desenvolvedores para uso da ferramenta e correlatos já são demandados pelo mercado. Além disso, as áreas de negócios e relacionamento com clientes das empresas também estão começando a oferecer posições específicas para pessoas com conhecimento de atuação com IA em geral.

“O principal desafio é o baixo número de pessoas que entendem do tema”, explica ele. “É importante que o investimento em qualificação adequada para o futuro profissional seja cada vez mais medido e trabalhado por empresas e governos.”

Confira algumas profissões que estão surgindo com o avanço da inteligência artificial, segundo a Page Group, consultoria de recursos humanos:

Áreas de negócios e relacionamento com clientes das empresas estão oferecendo vagas específicas para pessoas com conhecimento de atuação com IA, após lançamento do ChatGPT Foto: Gabby Jones/Bloomberg

Especialista em Inteligência Artificial

Uma das profissões mais promissoras do mercado, o profissional especialista em IA atua na criação, treinamento e testagem de sistemas de inteligência artificial. Entre as habilidades necessárias estão o conhecimento avançado em linguagem de programação, habilidades em matemática, estatística, algoritmos e estruturas de dados. Segundo o site Indeed, o salário costuma variar entre R$3 mil e R$18 mil.

Desenvolvedor de Chatbot

O desenvolvedor está presente no processo de criação de bots, projetando e implementando a ferramenta para diversos fins. Ele trabalha diretamente com algoritmos de IA e, para atuar de forma eficiente, precisa ter amplo conhecimento em linguagens de programação, experiência em desenvolvimento de software e habilidade para entender as necessidades do usuário. Salários variam de R$ 4 mil a R$ 12 mil.

Técnico de Chatbot

Esse profissional atua diretamente na manutenção dos chatbots, programando e tornando a ferramenta mais eficiente nas respostas aos usuários. Para trabalhar como técnico, é necessário conhecimento em tecnologias relacionadas a chatbots como machine learning, IA e processamento de linguagem natural, habilidades em programação. Salários variam de R$ 2 mil a R$ 5 mil.

Publicidade

Analista de Chatbot

Assim como o técnico, o analista de chatbot atua aprimorando os robôs de conversação, mas também é responsável por configurar sistemas e analisar dados gerados pelo chatbot para criar relatórios e detectar oportunidades de melhoria. Conhecimento técnico em programação e desenvolvimento de chatbots, habilidade para analisar dados dos usuários e identificar padrões para melhorar a experiência do chatbot são indispensáveis para quem quer trabalhar na área. Salários variam de R$ 3 mil a R$ 7 mil.

UX Designer com foco em Chatbot

Esse é o profissional que desenha a experiência de usuário dentro do chatbot. Então ele será responsável por criar uma navegação intuitiva, fluxos de conversa claros e recursos visuais eficientes. Entre as habilidades necessárias estão o conhecimento em design thinking, análise de dados e capacidade de identificar as necessidades e expectativas de quem irá utilizar a ferramenta. Salários variam entre R$ 4 mil e R$ 12 mil.

Desenvolvedor de Modelos de Aprendizado de Máquina para Chatbot

Com salário que pode chegar a R$15 mil, o profissional de machine learning irá criar algoritmos que permitam que o chatbot ajuste suas respostas às perguntas e pedidos de informação dos usuários. É necessário conhecimento em programação e experiência em Python ou R, estatística/matemática, computação e engenharia de dados. Salários variam entre R$ 7 mil e R$ 20 mil.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.