EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Bastidores do mundo dos negócios

Estudo alerta para risco de ‘tensões contínuas’ entre estatais e investidor

Sucessão e política de remuneração de diretores podem ser alvo de questionamentos, segundo relatório da consultoria Russell Reynolds

PUBLICIDADE

Foto do author Altamiro Silva Junior
Por Altamiro Silva Junior (Broadcast)
O presidente Lula não tem poupado críticas à política de definição de preços da Petrobras Foto: Eraldo Peres/AP Photo

Um novo estudo alerta para a possibilidade de “tensões contínuas” entre o acionista controlador das empresas estatais brasileiras - no caso o governo petista - e os investidores. Temas como a sucessão do comando das gigantes públicas e a política de remuneração da diretoria dessas companhias podem ser alvo de questionamentos e preocupação, segundo o relatório “Tendências Globais em Governança Corporativa 2023″, da consultoria internacional Russell Reynolds.

Apesar das preocupações com as estatais, o relatório aponta que há um “otimismo moderado” de que a governança das empresas públicas vai exigir mais transparência na sucessão do comando e na política de remuneração dos executivos. Nomes como o Banco do Brasil estão listados no Novo Mercado da B3, que exige as práticas mais elevadas de governança. O presidente Lula, porém, não tem poupado críticas a algumas companhias, como a política de definição de preços de combustíveis da Petrobras, e retirou outras sete empresas, como os Correios, da lista de possíveis privatizações em seu governo.

Conselhos de administração de empresas devem ser mais cobrados

PUBLICIDADE

Em outros temas sobre governança, a pesquisa da Russell Reynolds, que ouviu empresários ao redor do mundo, constata que em meio ao ambiente econômico mundial mais desafiador e um mercado de capitais mais difícil para captações corporativas, haverá mais cobrança pela qualidade e desempenho dos conselhos de administração das empresas e também em relação à performance do comando dessas companhias, principalmente o presidente (CEO). Haverá maior pressão para entrega de resultados, de acordo com o relatório.

Esta coluna foi publicada no Broadcast no dia 12/04/2023, às 17h18

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Publicidade

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.