EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Bastidores do mundo dos negócios

Startup Freto vende ‘clube de caminhoneiros’ para grupo de logística

Operação inclui pontos de apoio nas estradas e uma comunidade virtual

PUBLICIDADE

Por Gabriel Baldocchi
Exco quer abrir mais cinco unidades de atendimento do Clube da Estrada. Foto: Freto

O Clube da Estrada, comunidade criada para dar apoio a caminhoneiros nas rodovias do País, está sob nova gestão. A startup Freto, que ajuda os motoristas a encontrar cargas para transporte, vendeu o negócio para a empresa de serviços de logística Exco, do interior de São Paulo. O valor não foi informado.

PUBLICIDADE

Além dos pontos de apoio nas rodovias, a operação também reúne os profissionais numa comunidade virtual com 700 mil participantes e é vista como plataforma de relacionamento para empresas interessadas no setor. Entre as companhias que já patrocinaram a iniciativa estão nomes como Michelin e Mercedes-Benz.

O interesse é estar próximo de um público estimado em 5 milhões de pessoas (2,4 milhões de caminhoneiros e seus familiares) que usam os serviços dos pontos de apoio. As unidades oferecem desde espaço de alimentação e saúde, até opções de lazer, como cinema e mesa de bilhar.

Novos donos querem abrir mais pontos de apoio nas estradas

Os novos donos pretendem abrir mais cinco pontos de apoio nas estradas, além das quatro atuais espalhadas pelo País. Em 10 anos, o Clube da Estrada já recebeu R$ 40 milhões em investimentos. Segundo a Freto, a venda não representa uma reestruturação da startup e tem mais a ver com a necessidade de fazer a operação crescer.

Num modelo semelhante ao do Uber, o Freto liga os caminhoneiros às cargas e já movimentou mais 100 milhões de toneladas de cargas, o equivalente a R$ 12 bilhões, para 180 mil motoristas. A logtech recebeu um aporte de R$ 22,5 milhões em rodada com participação das famílias Corrêa da Silva e Stumpf, fundadoras da Getnet, o fundo Edenred Capital Partners, da dona da Ticket, e aQuartz Investimentos, de José Gallo.

Publicidade

Durante a sua gestão da comunidade do Clube da Estrada, a empresa reduziu custos e ampliou as parcerias com as empresas, por meio de patrocínios e permutas.

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.