EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Bastidores do mundo dos negócios

Wyndham tem 27 novos projetos no Brasil e aposta em multipropriedade

Empresa norte-americana passará a administrar mais 5,2 mil quartos de hotéis por aqui

PUBLICIDADE

Por Alexandre Rocha
Atualização:
Hotel da Wyndham em Olímpia, cidade do interior de São Paulo famosa pelos parques de águas termais Foto: Circe Bonatelli

A norte-americana Wyndham Hotels & Resorts tem 27 contratos assinados de empreendimentos para entrar em operação, num total de 5.204 quartos, que vão se somar aos 37 estabelecimentos com bandeiras da empresa no País. São 11 acordos de franquias e 16 de franquia e gerenciamento das instalações. Não há edifícios próprios.

PUBLICIDADE

Do total, 12 dos novos projetos são do tipo multipropriedade. Neste modelo, o interessado compra uma participação e passa a ser um dos proprietários de um apartamento em determinado empreendimento hoteleiro, tendo direito a utilizá-lo durante um período por ano, medido em semanas; ou cedendo direitos para um “pool” de locação, caso não pretenda usar o imóvel, em troca de uma remuneração.

A Wyndham vê as multipropriedades como um dos caminhos para seu crescimento no Brasil, pois não há outras grandes companhias internacionais atuando neste mercado por aqui. A vice-presidente de Desenvolvimento de Negócios da rede na América latina, Maria Carolina Pinheiro, diz haver oportunidades especialmente em mercados regionais, no interior do País.

Para ela, a modalidade funciona como alternativa para quem quer passar temporadas no campo ou na praia, mas não pretende arcar com um imóvel só para si, e oportunidade para investidores e incorporadores regionais, que passam a ter acesso ao know-how e a escala de uma grande operadora internacional. A ideia é ter liderança no segmento no País.

Wyndham tem 99 contratos assinados para novos projetos na América Latina

Publicidade

Os lançamentos envolvem desde estabelecimentos que apenas vão mudar de bandeira até a construção de novos edifícios, portanto vão entrar em operação de agora até os próximos cinco anos. Eles se inserem num total de 99 contratos assinados pela Wyndham na América Latina e Caribe de empreendimentos que ainda vão entrar em operação.

A importância para a Wyndham das multipropriedades no Brasil fica clara nos números. Com os 12 lançamentos previstos, a empresa vai ampliar para 14 o número de empreendimentos desse gênero no País. Atualmente, a companhia americana tem uma multipropriedade em Olímpia, no interior de São Paulo, e outra em Gramado, no Rio Grande do Sul, e ambas são consideradas um sucesso, de acordo com Pinheiro.

Os empreendimentos do gênero que a empresa irá administrar são ecléticos em termos de localização e vocação. Há contratos assinados para projetos em Natal (RN), Campos do Jordão e Aparecida do Norte (SP), Penha (SC), Foz do Iguaçu (PR), Bento Gonçalves (RS) e outras regiões.

Turismo e lazer mostram retomada após a pandemia

”A área de turismo de lazer teve recuperação muito forte”, diz Pinheiro, referindo-se à retomada do setor depois da pandemia. Segundo ela, depois de um período longo de isolamento, as pessoas sentiram necessidade de sair, e a flexibilização do trabalho ajudou na busca por outros ares, movimento que ainda persiste.

Publicidade

No lado corporativo, houve preocupação no setor com a possibilidade de não haver a volta dos eventos e das viagens de trabalho aos patamares pré-pandemia, mas em 2023 foi registrada uma retomada robusta.

A Wyndham atua sob os sistemas de franquia, gestão e gestão e franquia ao mesmo tempo. As 24 bandeiras da empresa estão presentes em 9,1 mil empreendimentos hoteleiros ao redor do mundo. No Brasil, a companhia atua com oito bandeiras.


Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 12/02/2024 às 11h51

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Publicidade

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.