EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Bastidores do mundo dos negócios

XP e Melver vão pagar R$ 10 mil de bônus a assessores recém-formados

XP quer passar dos atuais 14 mil assessores de investimento para 20 mil até dezembro de 2024

PUBLICIDADE

Foto do author Aramis Merki II
Por Aramis Merki II (Broadcast)
Atualização:
O fundador da Melver, Raony Rossetti, diz que a empresa é responsável pela formação de 10% dos assessores em atividade atualmente  Foto: Melver

Com objetivo de alcançar a marca de 20 mil assessores de investimentos (AIs) até o fim de 2024, a XP lança nesta segunda-feira mais uma iniciativa para formar profissionais. Vai dar bônus de contratação de R$ 10 mil a quem fizer o curso da Melver - startup de educação que prepara para a prova de credenciamento da atividade -, passar no exame e for selecionado para trabalhar em um dos escritórios conveniados à corretora. O benefício será oferecido a até duas mil pessoas e o plano é que este número seja atingido até o fim deste ano.

PUBLICIDADE

O projeto terá o pontapé inicial com o evento Semana do Assessor no início de outubro, com conteúdos online sobre a atividade. A edtech tem 18 meses e já é responsável pela formação de 10% dos assessores em atividade atualmente, segundo o fundador Raony Rossetti. Com conteúdos também para quem está exercendo a carreira, a plataforma tem mais de 45 mil alunos ativos.

Quando o assessor recém-formado e aprovado for contratado por um escritório da rede, a XP vai pagar R$ 1 mil no ato da contratação e mais três parcelas de R$ 3 mil (em 30, 60 e 90 dias). A Melver atua como ponte com a área de recursos humanos dos escritórios para encaminhar os alunos.

XP virou sócia da Melver em agosto

No mês passado, a XP se tornou sócia minoritária da Melver. Com mais de 14 mil assessores atualmente, cerca de 70% do mercado total, a corretora que cresceu com o modelo dos agentes autônomos está agora voltada à formação de mão de obra. Até pouco tempo, o mercado via a disputa por profissionais de investimentos já estabelecidos nos bancos tradicionais, com o pagamento de ‘luvas’ para torná-los AIs. A briga foi principalmente com o BTG, mas Itaú, Santander e Bradesco também desenvolveram seus modelos de assessoria. O cabo-de-guerra saturou o mercado e os custos eram altos. Muitas vezes, o investimento feito não trouxe o retorno desejado.

Agora, a XP se volta a desenvolver seus distribuidores do zero. Além de criar a Faculdade XP em 2021, a empresa também tem programas como o Future, que estimula profissionais interessados em uma transição de carreira. São 200 vagas para este perfil, com inscrições delimitadas para cidades em São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Tocantins, Paraná, Paraíba e Rio Grande do Sul.

Publicidade


Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 22/09/23, às 14h30.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.