PUBLICIDADE

Publicidade

Crédito imobiliário vai crescer 40% em 2012, diz Octávio de Barros

Economista-chefe também ressaltou que o cenário de juros baixos força as famílias a pouparem mais, uma vez que o capital investido já não entrega a mesma rentabilidade de antes

Foto do author Aline Bronzati
Por Aline Bronzati (Broadcast) e da Agência Estado
Atualização:

SÃO PAULO - O economista-chefe do Bradesco, Octávio de Barros, estimou hoje que o crédito imobiliário deve apresentar crescimento de 40% neste ano. Ele também ressaltou que o cenário de juros baixos força as famílias a pouparem mais, uma vez que o capital investido já não entrega a mesma rentabilidade de antes. 

PUBLICIDADE

O economista avaliou ainda que o mercado de dívida corporativa terá uma "avalanche" diante da manutenção dos juros em patamares baixos e de uma recuperação da economia brasileira. A afirmação foi feita em referência ao possível aumento do número de empresas que tendem a se financiar por meio deste instrumento.

Para o especialista, o cenário também fará com que o mercado de capitais passe por uma "revolução". "Com juros mais baixos e diante de uma recuperação da economia, o mercado de dívida corporativa, de capitais e de crédito bancário terá de se planejar estrategicamente para avaliar aonde irão chegar", avaliou ele, no quarto seminário Anbima de Finanças corporativas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.