Desenrola renegociou R$ 433 milhões no chamado de Dia D, com desconto médio de 86%

Mutirão para quitar e parcelar débitos antigos foi organizado pelo governo na quarta-feira, 22

PUBLICIDADE

Foto do author Amanda Pupo
Por Amanda Pupo
Atualização:

BRASÍLIA - O Ministério da Fazenda informou hoje, 23, que o governo contabilizou R$ 433 milhões renegociados pelo Desenrola na quarta-feira, 22, quando foi organizado o chamado “Dia D – Mutirão Desenrola” para acelerar e ampliar a cobertura do programa. Segundo a pasta, cerca de 72 mil pessoas foram beneficiadas, incluindo pagamento parcelado. Nesse caso, a quitação pode ser feita em até 60 meses, sem entrada, com pagamento da primeira parcela em 2024.

PUBLICIDADE

O “Dia D” contemplou 150 mil dívidas, e o valor total renegociado, em apenas um dia, foi sete vezes maior que a média diária da última semana, disse a Fazenda, destacando ainda que o programa ofereceu descontos médios de 86%. O valor médio parcelado foi de R$ 1.087 e, à vista, o valor médio de pagamentos foi de R$ 262. “Nos momentos de pico de acessos à plataforma do Desenrola na internet, foram feitas mais de duas renegociações por segundo”, apontou o Ministério.

Desde o outubro a plataforma do Desenrola já oferece a possibilidade de pagamento à vista de dívidas de até R$ 20 mil. Mas, na segunda-feira, 20, foi aberta também a possibilidade de parcelamento desses débitos. “Para difundir o Desenrola e conquistar maior adesão de participantes, os bancos aumentaram os horários de atendimento de parte de suas agências durante o Dia D.

Dados do Ministério da Fazenda indicam que 150 mil dívidas foram renegociadas no "dia D" do Desenrola Foto: André Dusek / Estadão

A mobilização representou uma parceria do governo federal com bancos privados e públicos, como o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, e demais entidades credoras participantes do programa. O atendimento voltado ao público do Desenrola continuará pelos canais dos bancos e demais credores do programa”, informou a Fazenda. Lançado em 17 de julho, o Desenrola já permitiu que 3 milhões de brasileiros renegociassem cerca de R$ 26 bilhões em dívidas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.