Publicidade

Intel fecha acordo com Brookfield para investir US$ 30 bilhões em chips

Pelo acordo, Intel bancará 51% do investimento e deterá controle operacional das instalações, enquanto a Brookfield assumirá os 49% restantes do custo do projeto

Atualização:

A Intel anunciou nesta terça-feira, 23, um acordo com a unidade de infraestrutura da canadense Brookfield Asset Management para investirem US$ 30 bilhões de forma conjunta na construção de fábricas de chips no Arizona.

Intel anunciou acordo com a unidade de infraestrutura da Brookfield Asset Management para investirem US$ 30 bilhões de forma conjunta na construção de fábricas de chips no Arizona.  Foto: Caroline Humer/Reuters

PUBLICIDADE

Em comunicado, a Intel descreveu o acerto como “um novo modelo de financiamento” para a indústria de semicondutores de capital intensivo.

Pelo acordo, a Intel irá bancar 51% do investimento e deter o controle operacional das instalações, enquanto a Brookfield assumirá os 49% restantes do custo do projeto.

Segundo o The Wall Street Journal, os executivos da empresa descreveram o acordo como o primeiro desse tipo na indústria. Pelo que foi acertado, a Intel financiará 51% do custo de construção de novas instalações para fabricação de chips em Chandler, no Arizona, e terá participação majoritária no veículo de financiamento que será o dono das novas fábricas, informou o CFO da Intel, David Zinsner. A Brookfield deterá o restante da participação, e as empresas dividirão as receitas resultantes das fábricas.

No ano passado, a Intel anunciou a construção de duas novas fábricas no Arizona, onde já produz chips, o que significaria uma expansão de US$ 20 bilhões. Também de acordo com o WSJ, Zinsner informou que esse montante era uma estimativa inicial e que, desde então, a inflação vem impactando os custos. A Intel também disse que poderia gastar até US$ 100 bilhões em novas fábricas em Ohio e na Alemanha. / COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.