Publicidade

Itens de alimentação e educação tiveram maiores altas no IPCA de fevereiro; veja ranking

Índice registrou alta de 0,84% no mês passado, com destaque para aumentos em educação; maiores quedas do mês incluem alimentos e passagens aéreas

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Alimentos e itens relacionados à educação foram os que tiveram os maiores aumentos de preço mensal no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de fevereiro. O indicador foi divulgado nesta sexta-feira, 10, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

PUBLICIDADE

No “pódio” das maiores altas do mês estão a cenoura, que subiu 19,52%, a abobrinha (13,60%) e o mamão (12,25%). Além dos alimentos, entre os dez itens que mais aumentaram em fevereiro também aparecem o ensino médio (10,28%), o ensino fundamental (10,06%) e a pré-escola (9,58%).

O IPCA registrou alta de 0,84% em fevereiro. Em janeiro, o aumento havia sido de 0,53%. O indicador acumula alta de 1,37% no ano e de 5,60% nos últimos 12 meses.

Segundo o IBGE, o maior impacto no índice do mês veio do grupo Educação (que também registrou a maior variação, com alta de 6,28%), seguido de Saúde e cuidados pessoais (1,26%). O único grupo com variação negativa no mês foi o de Vestuário (-0,24%).

Cenoura foi o item que teve maior alta mensal de preço segundo o IPCA de fevereiro.  Foto: Epitácio Pessoa/Estadão

Itens que mais subiram em fevereiro

  1. Cenoura: 19,52%
  2. Abobrinha: 13,60%
  3. Mamão: 12,25%
  4. Trem: 11,81%
  5. Manga: 10,46%
  6. Ensino médio: 10,28%
  7. Ensino fundamental: 10,06%
  8. Couve: 9,99%
  9. Brócolis: 9,89%
  10. Pré-escola: 9,58%

Quedas de preço

Entre as maiores reduções de preço mensais do IPCA de fevereiro, aparecem o limão (-14,93%), o abacate (-13,68%) e a cebola (-11,82%). Fora do campo da alimentação, também tiveram queda itens como passagem aérea (-9,38%) e aluguel de veículo (-6,18%).

Itens que mais caíram em fevereiro

  1. Limão: -14,93%
  2. Abacate: -13,68%
  3. Cebola: -11,82%
  4. Batata-inglesa: -11,57%
  5. Tomate: -9,81%
  6. Passagem aérea: -9,38%
  7. Banana-maçã: -7,17%
  8. Pimentão: -6,65%
  9. Aluguel de veículo: -6,18%
  10. Pera: -5,52%

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.