PUBLICIDADE

Publicidade

Irmãos Joesley e Wesley Batista são absolvidos pela CVM em três acusações de insider trading

Em nota, J&F Investimentos afirma que ‘decisão desfaz uma injustiça e reafirma a integridade das operações dos executivos e empresas do grupo’

Por Denise Luna (Broadcast)
Atualização:

RIO - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) absolveu nesta terça-feira, 31, os empresários Joesley e Wesley Batista de três acusações de insider trading (uso de informações privilegiadas em negociações), segundo a J&F Investimentos.

Em maio deste ano, o órgão já havia formado maioria pela inocência dos empresários, mas um pedido de vistas adiou o fim do caso. Em um dos julgamentos, a decisão foi por unanimidade, e em duas por quatro votos a um.

Os irmãos Batista são acionistas da J&F Investimentos, que controla empresas como a JBS, o Banco Original, a Eldorado Celulose, a Âmbar Energia e a Flora.

Processo instaurado na CVM acusou empresários de votarem na aprovação das próprias contas, em 2017 Foto: CVM/Divulgação

O processo instaurado pela Superintendência de Relações com Empresas (SEP) da CVM acusou os dois empresários de votarem na aprovação das próprias contas, em 2017.

Em nota, a J&F Investimentos afirmou que “a decisão desfaz uma injustiça e reafirma a integridade das operações dos executivos e empresas do grupo J&F no mercado financeiro”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.