Publicidade

Lula diz que Haddad terá de abrir o cofre para a política de recuperação de terra degradada

Para empresários alemães, o presidente afirmou que tem o firme compromisso de recuperar 40 milhões de hectares de área no País

Foto do author Caio Spechoto
Por Caio Spechoto (Broadcast)

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta segunda-feira, 4, que o ministro da Fazenda Fernando Haddad, terá de “abrir o cofre” para a política de recuperação de terra degradada prometida pelo presidente em sua campanha eleitoral. Lula deu as declarações em Berlim, onde participou de evento com empresários da Alemanha.

PUBLICIDADE

“Estamos num processo e queremos compartilhar com vocês, empresários alemães, que estamos com o firme compromisso de recuperar 40 milhões de hectares de terra degradada no nosso país”, disse o presidente.

“Se a gente conseguir fazer isso, com política de incentivo do governo, que o Haddad vai ter de abrir o cofre para a gente ter essa política, a gente vai poder prometer para a Marina Silva [ministra do Meio Ambiente] que a gente não vai derrubar mais uma árvore para a gente duplicar a nossa produção agrícola, a nossa produção de carne”, declarou o presidente da República.

Recuperação de terras degradadas é aposta para Brasil ter mais terras agricultáveis à disposição sem desmatar Foto: Alex Silva / Estadão

Lula disse que sua visita à Alemanha iniciaria uma nova relação entre o país europeu e o Brasil. Ele também voltou a criticar seu antecessor, Jair Bolsonaro, ainda que sem citá-lo nominalmente. “Tivemos um presidente que só gostava do Trump e só gostava do primeiro-ministro de Israel, de mais ninguém”, afirmou o petista, referindo-se ao tempo de isolamento do Brasil no cenário internacional.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.