Área verde de 10 mil metros quadrados é destaque de projeto misto na zona sul

Empreendimento O Parque, da Gamaro Incorporadora, tem quatro edifícios integrados por área verde com espécies nativas da Mata Atlântica; riacho artificial completa o ambiente

Publicidade

PUBLICIDADE

Por Diego Lazzaris
2 min de leitura

Um projeto grandioso de quatro torres em um terreno de quase 40 mil m², sendo 10 mil m² de área verde, foi um dos contemplados com o prêmio Residencial e Comercial, na categoria Empreendimentos do Master Imobiliário.

Chamado simplesmente de O Parque, o empreendimento da Gamaro Incorporadora está localizado no Brooklin, zona sul da cidade de São Paulo.

Leia também

São quatro edifícios integrados por uma grande área verde com espécies nativas da Mata Atlântica. Um riacho artificial completa o ambiente que remete a uma tranquilidade interiorana.

Segundo a empresa, o complexo foi concebido com o intuito de integrar elementos da natureza, típicos de um grande parque, com uma estrutura sofisticada, capaz de unir design, conforto e praticidade.

A incorporadora considera o empreendimento o mais importante da sua história. “Poucos acreditavam que conseguiríamos tirar essa ideia do papel. A entrega foi um marco na nossa empresa”, diz Cecilia Rodrigues Maia Noal, a CEO da incorporadora.

O complexo O Parque é formado por duas torres residenciais de alto padrão, com 44 andares e que atingem 149 metros de altura, o que as coloca entre os prédios mais altos de São Paulo. Completam o empreendimento um edifício comercial e um outro de “long stay”, com unidades que unem habitação e serviços. Apenas uma das torres residenciais ainda não foi concluída. A previsão de entrega, no entanto, é para o final do ano.

As unidades partem de 78 m² na torre long stay e chegam a 197 m² nos edifícios residenciais, que oferecem 3 ou 4 suítes, além de 2 ou 3 vagas de garagem. No lançamento, o preço girava na faixa de R$ 12 mil o m². Agora, cada apartamento não sai por menos de R$ 17 mil o m² – uma valorização de mais de 40%.

Continua após a publicidade

Riacho dentro da área do empreendimento 'O Parque', da Gamaro Incorporadora, localizado na zona sul de São Paulo.  Foto: Gamaro

Para alegria da vizinhança, parte desta estrutura de parque é aberta ao público, que pode acessar a área verde do empreendimento. “É um legado que deixamos para o bairro e para a cidade de São Paulo”, afirma Cecilia.

Os moradores também têm à disposição piscinas, quadras esportivas, espaços sociais e gastronômicos, além de áreas para as crianças e lazer elevado em um conceito chamado de cloud - espaços no terraço, que podem ser comprados por quem mora ali.

O júri avaliou que o empreendimento, considerado pelos seus membros paradigmático, “traduz uma nova forma de conceber a cidade, com a aplicação do conceito urbanístico de cidade verde, que alia a natureza ao conforto e à tecnologia da cidade moderna”. O complexo está próximo a estações de trem e metrô e de um shopping center.

Uma curiosidade: tudo isso foi construído em uma área que há mais de 60 anos abrigou uma antiga fábrica de baterias, o que tornou o projeto ainda mais desafiador pela necessidade de descontaminação completa do solo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.