Mix de produtos integra residências de luxo e compactas, hotelaria e escritórios

Com acesso entre as torres no 14.º andar, projeto da Melnick rompe marca de R$ 20 mil por metro quadrado em Porto Alegre

Publicidade

PUBLICIDADE

Por Débora Ribeiro
3 min de leitura

ESPECIAL PARA O ESTADÃO - A complexidade e o êxito na estruturação do Nilo Square, em Porto Alegre (RS), renderam à Melnick o prêmio de Produto Imobiliário da categoria Profissional. “O sucesso de vendas foi alcançado pelos acertos no mix dos produtos, além da qualidade do projeto arquitetônico do complexo, que une hospedagem, moradia e workplace”, justifica o júri do 29.º Master Imobiliário.

O desmembramento do projeto abrangendo um mix de produtos foi o grande êxito do empreendimento, afirma Marcelo Guedes, vice-presidente de Operações da Melnick.

Leia também

“O empreendimento une todos os atributos em um só lugar”, afirma, citando o residencial resort, mall e hotel, offices e as unidades compactas, com lofts e apartamentos de um dormitório.

O Nilo Square fica na Avenida Nilo Peçanha, região valorizada da cidade. Para viabilizar o projeto, os preços foram estabelecidos acima da média local, gerando valor geral de vendas (VGV) de R$ 700 milhões.

No residencial resort, o preço varia de R$ 3,5 milhões a R$ 4,5 milhões, informa Guedes. “55% já foram vendidas”, diz ele, referindo-se às 120 unidades, com valor de R$ 20 mil/m². É um condomínio-clube com duas torres – cada uma delas com 60 unidades, de 176 m² e 216 m² –, e com 9 mil m² de área de lazer.

De frente para a avenida, destaca-se o mall no térreo. Acima das lojas, foram criadas três tipologias diferentes: salas comerciais, hotel e residencial compacto com serviços. Todos estão conectados.

As duas torres se unem pelo 14° andar, com uma área de lazer, SPA, academia, coworking e um restaurante. Segundo a Melnick, as unidades compactas romperam a barreira de R$ 20 mil por m².

Continua após a publicidade

Emiliano é a bandeira hoteleira escolhida para os serviços no complexo. “Essa parceria traz visibilidade e agrega valor ao empreendimento”, afirma Guedes. O V3rso tailored by Emiliano, com serviços mais tecnológicos, centraliza a gestão condominial. Seus serviços podem ser acessados pelos hóspedes e usuários.

Projeto Nilo Square, em Porto Alegre, terá 9 mil m2 de área de lazer no alto, com SPA, academia, coworking e um restaurante.  Foto: Melnick

O cliente pode adquirir uma unidade, “que terá sua gestão condominial administrada no pool de um dos hotéis mais renomados do Brasil”, diz Guedes, falando do conceito multi stay. “Também pode optar por morar e se hospedar com serviços de hotel.”

Segundo ele, é uma nova geração de produtos e serviços, com foco em encontrar novas soluções para atender o viajante. O diretor da Melnick faz um balanço positivo das vendas. “As 282 unidades do hotel foram todas vendidas”, diz Guedes. “Das 275 unidades do multistay e office, 82% já foram comercializadas.”

Evento gera receita de um trimestre

A Melnick também conquistou o prêmio de Planejamento de Vendas do Master Imobiliário com o seu já tradicional Melnick Day. O evento chegou à sua 12.ª edição neste ano. Criado para incrementar suas vendas em um dia específico, o evento desta vez gerou R$ 320 milhões, o equivalente ao faturamento de um trimestre inteiro.

Com a participação de 54 imobiliárias e mais de 1 mil corretores, foram atendidos 700 clientes e aprovadas 323 propostas, com um ticket médio de R$ 762 mil. “A cada ano, o evento é aprimorado, principalmente com adoção de diferenciais mercadológicos”, justifica o júri do Master. Nas 12 realizações, a Melnick superou a marca de R$ 2 bilhões em vendas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.