Publicidade

MPF denuncia mais 4 suspeitos de fraude na Previdência

Quadrilha foi desarticulada durante operação da Polícia Federal em outubro

Por Agencia Estado
Atualização:

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou mais quatro suspeitos de compor a quadrilha de fraudadores de benefícios previdenciários desarticulada durante a Operação Anos Dourados, em outubro - na ocasião, a Polícia Federal (PF) cumpriu 68 mandados de prisão e 95 de busca e apreensão no Rio de Janeiro, Goiás, Rio Grande do Sul e Paraná. As novas denúncias apontam para uma família suspeita de ter recebido o proveito irregular e uma funcionária da agência da Previdência Social no bairro de Fátima, em Niterói, no Grande Rio. Uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) foi instaurada na Câmara de Nova Friburgo (RJ) para investigar o envolvimento de parlamentares nas fraudes. Constituído por quase cem acusados, o bando criava um suposto período de contribuição por meio de empresas falsas para receber o benefício da Previdência. O esquema funcionou durante cinco anos. O prejuízo estimado é de R$ 200 milhões.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.