PUBLICIDADE

Publicidade

Petrobras reduz preço do querosene de aviação em cerca de 1,5%

Preço do QAV tem sido usado como argumento das companhias aéreas para que o governo auxilie o setor

Por Denise Luna (Broadcast)

RIO - A Petrobras reduziu o preço do querosene de aviação (QAV) em cerca de 1,5% a partir desta segunda-feira, 1, apesar da alta do preço do petróleo nos últimos dias. Os reajustes variam de acordo com o mercado atendido pela companhia, e vão de 1,4% a 1,7%, segundo tabela publicada pela estatal.

Preço do QAV tem sido usado como argumento das companhias aéreas para que o governo auxilie o setor. Foto: Pedro Kirilos/Estadão

PUBLICIDADE

O petróleo tem operado com grande volatilidade recentemente. Nesta segunda-feira, a commodity alternava pequenas altas e baixas, por volta das 11h, cotado a US$ 86,74 o barril, queda de 0,09% em relação ao último fechamento.

Em março, a Petrobras havia elevado o preço do combustível entre 8% e 8,5%. O preço do QAV tem sido usado como argumento das companhias aéreas para que o governo auxilie o setor, que foi duramente prejudicado pela pandemia de covid-19. Em fevereiro, o QAV teve queda de 0,4%, segundo dados da estatal.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.