PIB argentino caiu 4,5% em 2001

PUBLICIDADE

Por Agencia Estado
Atualização:

O PIB argentino caiu 4,5% em 2001. O anúncio foi feito pelo Instituto de Estatísticas e Censos (Indec), que informou que, no último trimestre do ano passado, a queda do PIB foi de 10,7% em comparação com o mesmo período do ano 2000. A previsão de queda deste ano é de 4,9%, embora diversos analistas considerem que poderia passar de 10%. Segundo o Indec, o PIB em 2001 foi de 263,870 bilhões de pesos (US$ 101,4 bilhões). O consumo privado caiu 5,8%, enquanto que o investimento bruto foi reduzido em 15,9%. O ex-ministro da Economia, Domingo Cavallo, está sendo processado na Justiça pela acusação de ter "instigado ao delito" nas últimas semanas que ocupou o ministério da Economia, em dezembro passado. Na época, Cavallo ordenou aos bancos na Argentina que ignorassem as resoluções judiciais vinculadas ao "corralito", denominação do semicongelamento de depósitos bancários. Sete representantes de alguns dos principais bancos argentinos, além do ex-subsecretário do Tesouro dos EUA, David Mulford, também foram convocados pela Justiça. O atual ministro da Economia, Jorge Remes Lenicov, também poderia ser processado. Neste caso, uma família de Buenos Aires o acusa da morte de sua mãe, uma aposentada de 85 anos, que teria morrido "de angústia" por não poder retirar os US$ 2,684 mil que havia economizado e depositado em um banco, antes do "corralito". Leia o especial

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.