Primeiro navio com emissão zero: empresa norueguesa planeja embarcação com velas eólicas e solares

Hurtigruten Norway espera que projeto fique pronto até 2030; navio combinará energia elétrica limpa com combustíveis neutros em carbono

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A companhia de cruzeiros norueguesa Hurtigruten Norway anunciou planos de construir o primeiro navio totalmente livre de emissões de gases de efeito estufa até 2030. Para isso, a nova embarcação contará com velas retráteis de energia eólica e solar e uma grande bateria de 60 megawatts.

Navio com zero emissões combinará energia solar e eólica com combustível neutro em carbono Foto: Vard Design

PUBLICIDADE

O projeto, chamado de Sea Zero (“Mar zero”, em tradução livre), conta com o apoio científico da organização de pesquisas Sintef. Até o momento, as pesquisas mostram os primeiros conceitos para o navio, que inclui a possibilidade de manobras assistidas por inteligência artificial, lubrificação de ar subaquática, propulsores retráteis hidrodinâmicos, além de cabines inteligentes com monitoramento de energia em tempo real.

Segundo estudo de viabilidade feito pelo Sintef no verão de 2022, os novos navios precisam atingir novos padrões de eficiência energética e usar principalmente energia elétrica sustentável, combinada com pequenos volumes de combustível neutro em carbono.

“Estamos atualizando toda a nossa frota, reduzindo as emissões de CO2 em 25%. Ainda assim, para preservar a nossa natureza e para as gerações futuras, precisamos fazer mais. Isso exigirá muito trabalho árduo, muitos investimentos e muita colaboração com parceiros muito inteligentes. Mas eu sei que chegaremos lá.”, afirma Hedda Felin, CEO da Hurtigruten, em comunicado.

Para diminuir as emissões da frota já existente, a empresa afirma que investiu 100 milhões de euros (cerca de R$ 524 milhões) em atualizações verdes dos seus sete navios, incluindo a transformação de três navios para uso de energia híbrida.

“A pesquisa e o desenvolvimento por trás do conceito Sea Zero demonstrarão que a tecnologia de emissão zero está disponível também para embarcações relativamente grandes e marcarão o fim do transporte marítimo costeiro movido a combustíveis fósseis.” afirma Gunnar Malm Gamlem, gerente de projeto do Sintef Ocean.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.