Publicidade

Publicidade

Produção de embalagens deve crescer até 2% em 2013, estima Abre

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A produção brasileira de embalagens, um dos termômetros da atividade econômica, deve registrar um crescimento de até 2 por cento em 2013 ante o ano anterior, após cair 1,19 por cento em 2012, segundo uma pesquisa da Fundação Getulio Vargas, feita a pedido da Associação Brasileira de Embalagens (Abre). "Esse crescimento deverá ser maior no primeiro semestre, beneficiado pela base de comparação fraca do início de 2012. A safra de grãos e os incentivos à construção podem aumentar a demanda por embalagens", afirmou a associação, em estudo divulgado nesta terça-feira. A perspectiva é que os fabricantes brasileiros tenham receitas de cerca de 48 bilhões de reais neste ano, acima dos 46,1 bilhões de reais apresentados em 2012. No início do ano passado, a Abre estimava um aumento de 1,6 por cento na produção de embalagens em 2012, mas revisou a estimativa após as quedas na atividade industrial no primeiro semestre. A associação afirmou que a produção se recuperou no segundo semestre, com os estímulos à economia, mas, apesar disso, ressaltou que o investimento industrial não se recuperou e a retomada da atividade da indústria ainda não se consolidou. (Por Roberta Vilas Boas)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.