Publicidade

Receita alerta sobre tentativa de golpe do Imposto de Renda; saiba como evitar

Criminosos enviam um e-mail com um link malicioso informando que o contribuinte deve fazer a regularização de forma urgente

Foto do author Clayton Freitas
Atualização:

A Receita Federal emitiu um alerta a respeito de uma nova versão do golpe “Erro na Declaração do Imposto de Renda”. A tática dos cibercriminosos consiste em enviar um e-mail alertando o contribuinte para regularizar a sua situação de forma urgente.

Caso a pessoa clique no item indicado, corre o risco de ter as suas informações fiscais, cadastrais e financeiras compartilhadas com as quadrilhas. Eles também podem aplicar diversos golpes, sendo o principal deles o “phishing”, que consiste em levar ao contribuinte a instalar um software malicioso (malware) e danificar os seus sistemas, podendo até roubar dados da máquina (computador ou celular).

Receita recomenda evitar clicar em links ou abrir arquivos anexos desconhecidos, que podem redirecionar para sites mal-intencionados ou baixar programas perigosos.  Foto: Werther Santana/Estadão

PUBLICIDADE

Segundo a Receita, os cibercriminosos empregam várias táticas na tentativa de induzir o receptor a acreditar que de fato a mensagem é verdadeira e clicar no local indicado. Elas vão desde utilizar a sigla do órgão e nomes de destinatários com o próprio nome do Fisco, até mencionar legislação federal e o Código Civil para dizer que o contribuinte que não reparar os supostos erros estão ameaçados de cair na malha fina.

Esse tipo de tentativa de golpe não é novo e se intensifica no período de entrega da declaração do Imposto de Renda, segundo a Receita. O prazo para prestar contas com o leão vai até 31 de maio.

A Receita não envia comunicações por e-mail e nem mensagens solicitando a correção de erros em declarações. Um dos principais indicativos de erros (reais) na declaração se dá quando o contribuinte não recebe a sua restituição e cai na malha fina. Para corrigir, é necessário entrar no sistema do e-CAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte).

Como se proteger

  • Desconfiar de qualquer comunicação suspeita pedindo dados pessoais ou relacionados ao Imposto de Renda;
  • Evitar clicar em links ou abrir arquivos anexos desconhecidos, que podem redirecionar para sites mal-intencionados ou baixar programas perigosos;
  • Confirmar a autenticidade de qualquer mensagem que pareça ser da Receita Federal;
  • A instituição se comunica principalmente pelo portal e-CAC e seu site oficial.

Modelo de tentativa de golpe enviado por cibercriminosos

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.